“Quem tem licença para matar é a banda podre que domina a PM”

06/01/2015

Insegurança

Advogado rebate afirmação de novo comandante da Polícia Civil paulista, indicado por Alckmin, para quem os menores “são 007: têm licença para matar”

O advogado Ariel de Castro Alves, membro do Conselho Estadual da Criança e Adolescente, rebateu as declarações do novo delegado-chefe da Polícia Civil de São Paulo. “Quem tem licença para matar é a banda podre que domina a PM”, diz Ariel.

Nesta segunda-feira (5/1), Youssef Abou Chahin tomou posse como delegado-chefe da Polícia Civil e na primeira entrevista, deu o tom do que deve ser sua gestão. Atacou o Estatuto da Criança e do Adolescente, afirmou que no estado de São Paulo menores têm “licença para matar” e pediu lobby por redução da maioridade penal.

“Os menores hoje são como 007: têm licença para matar. Por quê? Porque ele não vai preso. Fica na Fundação Casa por um período e depois sai”, afirmou Chahin, fazendo uma alusão ao personagem James Bond.

“Uma fala demagógica e oportunista. Certamente não vão reduzir os índices de criminalidade, por incompetência, então, já estão usando os adolescentes como bode expiatório, favorecendo e insuflando a atuação de grupos de extermínio e de policiais que matam adolescentes nas periferias”, respondeu Ariel.

Números da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça, apresentados em fevereiro de 2014, estimam que jovens entre 16 e 18 anos são responsáveis por apenas 0,9% dos crimes cometidos no país.

fonte: Spressosp

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.