“Agora é a hora dos deputados provarem que defendem mesmo o interesse da população”

16/09/2005 13:50:00

O deputado estadual Roberto Felício, membro da Comissão de Educação na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, comentou, em 16/09, que, se os parlamentares não derrubarem o veto do governador às emendas que garantem 1% a mais no orçamento da Educação no Estado, o ensino superior nas universidades estaduais será seriamente comprometido.

Ele lembrou que 93 dos 94 deputados estaduais (menos o deputado tucano Edson Aparecido) votaram favoravelmente ao repasse de R$ 470 milhões de reais para a USP, Unicamp e Unesp. “Agora os deputados governistas estão obstruindo as tentativas de derrubada do veto. Isso é, no mínimo, uma atitude estranha, porque parece que o Palácio dos Bandeirantes está coagindo ou manipulando os que antes queriam mais verbas para a educação”, disse.

Roberto Felício, que também é professor, lembrou que há muitos anos as instituições de ensino superior mantidas pelo governo estadual não têm grandes investimentos, sobretudo no campo científico. Ele relatou que professores e funcionários têm aumentos insignificantes, que muitos laboratórios estão desativados e que algumas bibliotecas sequer recebem volumes de livros regularmente.

“Os mesmos deputados que entraram com projetos na Casa, solicitando a criação de FATECs em suas cidades terão que ter a coragem de enfrentar o governador e derrubar o veto, porque senão não haverá recursos suficientes nem mesmo para as universidades mais tradicionais, como a USP, Unicamp e a Unesp”, disse. O parlamentar, que tem domicílio eleitoral na cidade de Piracicaba, lembrou que no município existem duas instituições que mereceriam maior atenção do Palácio dos Bandeirantes, como a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP) e a Faculdade de Odontologia de Piracicaba (Unicamp). “Agora é a hora dos deputados de Piracicaba e região provarem que defendem mesmo os interesses da população”, disparou.

A Assembléia Legislativa deverá retomar o debate sobre a derrubada do veto do governador Alckmin à emenda que amplia os recursos para a Educação, na próxima terça-feira, dia 20.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.