Água de M Boi Mirim era esgoto, aponta laboratório

01/04/2015

Método tucano

A água que chegou na última semana às casas de moradores da estrada do M`Boi Mirim, no Jardim Turquesa (zona sul de SP), era esgoto.

O Agora levou o líquido a um laboratório que constatou grande quantidade de coliformes fecais (presentes nas fezes), o que torna a água imprópria para consumo, mesmo após fervura.

“O aspecto e o odor são objetáveis, ou seja, dá para ver que tem cor e cheiro. Não sabemos se tem gosto porque, obviamente, não experimentamos”, diz o diretor do laboratório Precision Labs, Antonio Fernando Cabral Cardoso.

O químico Marco Aurélio Oliveira diz que não há dúvida de que a água é esgoto.

“Tinha tanto coliforme fecal que não deu para fazer a contagem. São tantos que chegam a formar cadeias. A água potável não pode conter nenhum.”

Em contato com um reagente e sob luz própria, o líquido ganha coloração azulada, enquanto a água potável fica incolor.

Resposta

A Sabesp diz que houve infiltração de “água não potável” e “imediatamente interrompeu o abastecimento” para fazer os reparos, concluídos na sexta-feira passada.

Segundo a companhia, o fornecimento foi normalizado na sexta-feira, após testes comprovarem que a água estava em “perfeita potabilidade”.

A Sabesp diz que técnicos foram ao local diariamente até ontem, confirmando a qualidade da água.

A companhia diz que as famílias foram orientadas sobre a limpeza das caixas.

A empresa fala que, caso tenha havido algum gasto comprovado, o morador poderá pedir o reembolso.

Fonte: jornal Agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.