Alckmin adia entrega de trecho da Linha 4 em um ano e prejudica mais de 700 mil usuários

06/01/2011 16:37:00

Metrô atrasado

 

 

A inauguração das estações Butantã e Pinheiros – Linha 4 – Amarela – devem ser entregues na metade do ano, no entanto, a conclusão do trecho até a Luz só deve ser entregue no final de 2011. Esta é a oitava vez que a data é alterada desde 2001

Projetada para transportar mais de 700 mil usuários por dia, a Linha 4 do Metrô tem pela oitava vez, desde 2001, seu prazo de inauguração adiado. Mais de sete meses após começar a operar apenas como teste (entre 9h e 15h) as estações Faria Lima e Paulista, a data de abertura de outras quatro paradas (Butantã, Pinheiros, República e Luz) foi novamente alterada. A previsão da gestão  Alckmin é que as estações Butantã e Pinheiros sejam inauguradas na metade do ano e as outras duas (República e Luz), só no fim de 2011.

Quanto às demais estações (Fradique Coutinho, Oscar Freire, Higienópolis, Morumbi e Vila Sonia), um documento de prestação de contas da Secretaria de Transportes Metropolitanos, do fim de 2010, aponta da data de entrega para 2012, sem especificar o mês. No entanto, o novo secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, já fala em 2013.

Até agora, mais de R$ 2,3 bilhões já foram investidos nas obras na Linha 4 – Amarela e é a primeira linha gerida pela iniciativa privada.

Prazo de entrega era para 2008

Um dos primeiros prazos dado pelo Metrô para a entrega do trecho Butantã-Luz era novembro de 2008. O governo tucano anterior, de José Serra e Alberto Goldman, prometia tudo para 2009, depois para 2010, depois para começo de 2011.

Plano de Expansão tucano não passou de propaganda

Apresentado com muita propaganda pelo governo de Serra, o chamado “Plano de Expansão”, que previa o aumento da rede metroviária de 61,3 quilômetros para 80 quilômetros até o fim de 2010 não virou realidade.

Duas estações da Linha 4, consideradas pelos tucanos como inauguradas, funcionam atualmente no sistema de operação assistida, com horário reduzido.

Outra linha que está em obras é o ramal de metrô leve a partir da Linha 2 – Verde, que irá até Cidade Tiradentes. A obra era prevista para o fim deste ano, mas agora as três primeiras estações serão entregues em 2012.

Já as obras da Linha 5 – Lilás – está suspensa sob suspeita de fraude na licitação e há uma sinalização por parte da gestão Alckmin de que seja feita uma PPP – Parceria Público-Privada. Mas a entrega prometida para até 2014, ano da Copa do Mundo, está comprometida.

Tarifa deverá subir para R$ 3,00

O secretário Jurandir Fernandes também disse que a tarifa de metrô e de trem poderá ser reajustada em fevereiro e que o novo valor chegará a R$ 3,00. Hoje, a passagem custa R$ 2,65.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *