Análise da Bancada do PT do PPA 2012-2015 de Alckmin

28/09/2011

O Plano Plurianual (PPA) 2012-2015, enviado pelo governador Geraldo Alckmin para a Assembleia Legislativa, não apresenta inovações em relação ao PPA anterior, contendo vários problemas, entre eles: a postergação para 2013 da regionalização do Orçamento Estadual; não possui quadros detalhados sobre as receitas previstas, impedindo que se visualize quanto será a arrecadação estadual, nos próximos quatro anos, com a cobrança de ICMS, IPVA, transferências do governo federal ou ainda com a venda de patrimônio (alienação de ativos), por exemplo; não estabelece instrumentos para a ação pública; e não apresenta a projeção dos valores previstos por ações orçamentárias.

Segunda análise dos técnicos da assessoria da Bancada do PT trata-se de uma “carta de intenções” genérica para os próximos quatro anos: “Considerando que o governo Serra deixou de executar 53% das ações do Plano Plurianual 2008-2011 e o próprio governo Alckmin, no período 2005 a 2008, deixou de cumprir mais da metade dos seus projetos estratégicos, é justo acreditar que grande parte deste PPA não se realizará”.

Veja, em anexo, a análise completa do PPA 2012-2015 produzida pela Bancada do PT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.