Assembleia debate nesta terça privatização dos parques estaduais

12/06/2015

Tucanagem

A proposta de privatização dos parques estaduais por 30 anos será pauta de discussão na Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa nesta terça- feira, a partir das 14 horas.

O debate com a sociedade deve reunir ambientalistas, ativistas estudiosos e trabalhadores da Fundação Florestal, a secretária estadual do Meio Ambiente, Patrícia Iglecias e parlamentares.

Para a secretária do governo Alckmin a nova versão da propositura recebeu vária emendas e defendeu a iniciativa do Executivo. Iglecias disse ainda que as estações ecológicas e reservas biológicas não seriam passíveis de concessão para fins de turismo. E que ficariam de fora das concessões às áreas ocupadas ou com outras restrições fundiários.

Na avaliação dos deputados petistas o governo precisa esclarecer quais parques serão concedidos, como os fundos provenientes da concessão serão convertidos em benefícios para a sociedade paulista e como será a participação dos representantes da sociedade no Conselho Consultivos e quais empresas estão aptas a participar das licitações de concessões e como ficarão os parques de menor vocação econômica.

Na primeira versão enviada ao Legislativo estadual em 2013, o governo Alckmin arrolou as reservas de Campos do Jordão, além da Cantareira e do Jaraguá, ambas na capital.
Já nesta última versão que ainda não chegou oficialmente à Assembleia Legislativa.

Outra questão que deve permear as discussões é a situação dos trabalhadores do Instituto Florestal, administradas pela Fundação que ainda não sabem os reflexos da privatização dos parques em suas atividades profissionais e suas carreiras.

Ainda entra no rol das questões a serem definidas estão a análise da diversidade das florestas e seu potencial econômico, como madeira e resinas, de grande interesse no mercado. (rm)

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *