Ato Pró CPI da CDHU já

04/07/2007 19:50:00

Amanhã (quinta-feira, 5/7) a partir da 12 horas, na rampa da Assembléia Legislativa, vereadores de diversos municípios do interior de São Paulo, farão um Ato Pró CPI da CDHU.

Na oportunidade, vereadores apresentarão novas denúncias que envolvem a CDHU em seus municípios.

O ato é uma iniciativa dos parlamentares dos municípios paulistas e da Bancada de deputados do PT na Assembléia Legislativa.

Máfia da CDHU: Bancada do PT paulista quer instalação de CPI

As denúncias da máfia da CDHU e o possível envolvimento do líder do PSDB, num esquema de propina na região de Presidente Prudente, serão discutidos pela Bancada do PT na Assembléia Legislativa.

A Companhia é alvo de denúncias na administração do PSDB em São Paulo, desde o governo Mário Covas, na gestão Goro Hama, percorreu toda a gestão de seu sucessor Geraldo Alckmin e agora vem à tona no governo José Serra. Desde então, a sociedade paulista tem convivido com flagrantes situações de irregularidades e desvios cometidos por dirigentes tucanos.

As últimas notícias publicadas nos jornais de grande circulação de uma investigação deflagrada com a Operação Pomar integrada pela Polícia Civil e o Ministério Público Estadual aponta que o PSDB teria montado uma parceria com empreiteiras contratadas pela CDHU.

Segundo as investigações, a CDHU vinculada a Secretaria da Habitação praticava suposto superfaturamento nos custos das obras. Outra irregularidade apurada é a fraude de planilhas e a indicação da cobrança de quantidade de material superior ao que realmente foi realizado.

A Bancada do PT na Assembléia Legislativa protocolou o pedido da CPI da CDHU em 23/05, que é atualmente a única que o PT conseguiu reunir o número de assinaturas exigidas, por conta da orientação que o governador José Serra deu à sua base de apoio, de não apoiar os pedidos de CPIs apresentados pela oposição.

Os deputados Enio Tatto e Mário Reali são os autores do pedido de CPI. Apenas nessa legislatura que teve início em 15 de março, há 15 pedidos de CPIs protocolados. O líder da Bancada do PT tem semanalmente pressionado o Colégio de Líderes para a instalação da CPIs da CDHU na Assembléia paulista.

O presidente da Assembléia que é do PSDB, tem lançado mão de mecanismos protelatórios, para não permitir que haja qualquer investigação da administração tucana em São Paulo. A posição é repetir o que aconteceu na gestão Alckmin, quando 70 pedidos de CPIs foram protocolados e apenas duas foram instituídas no apagar das luzes já na reta final dos trabalhos legislativos.

A Bancada do PT na Assembléia Legislativa tem exigido da presidência da Alesp a apuração dos últimos fatos e denúncias de corrupção na CDHU. O PT defende desde o governo Mario Covas a instituição de uma CPI para investigar a Companhia, e o rombo provocado nos cofres públicos provocado pelos governos tucanos no comando do Estado de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *