Audiência pública debate a paralisação dos campi da Unesp

11/06/2013

Nesta quarta

Nesta quarta-feira (12/6), às 9 horas, audiência pública vai debater a paralisação das atividades por alunos, servidores e professores alunos da Unesp.
A greve atinge quase a totalidade dos 24 campi no Estado. Professores e funcionários reivindicam melhorias salariais. Já os estudantes pedem melhorias nas condições de ensino, infraestrutura – como moradia e alimentação – e das bolsas de estudo.

Foram convidados para participar da audiência representante do Conselho Estadual de Educação, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, um representante da reitoria da Unesp, do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais de São Paulo (Cruesp), do Sindicato dos Trabalhadores da Unesp (Sintunesp), da Associação dos Docentes da Unesp (Adunesp) e da Comissão Estadual de Mobilização dos Estudantes da Unesp (CEM-Unesp).

A iniciativa do debate é do deputado Edinho Silva, e se deu em após receber uma comissão de alunos do campus de Ourinhos e conta com apoio do deputado João Paulo Rillo, presidente da Comissão de Educação e Cultura.

Para Edinho, é preciso chegar a um consenso o mais rápido possível, pois o impasse vem causando prejuízos não apenas à instituição, mas também à população das cidades afetadas pela greve nas quais a Unesp presta serviços à comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.