Audiência Pública do Orçamento 2007

18/05/2006 17:50:00

O deputado Mário Reali, então membro da Comissão de Finanças e Orçamento, sugeriu inovar e discutir as peças orçamentárias com os cidadãos, como preconiza a Constituição. Para os petistas, a solução e a aplicação regionalizada do Orçamento.

O vice-presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, deputado Renato Simões (PT), lembrou que o Orçamento estadual sempre teve seu montante subestimado pelo governo estadual, o que diminuía a capacidade de investimento do Estado. Simões ressaltou que o governo federal destinou recursos para São Paulo. “Basta olhar o brasão da União nas viaturas que circulam no Estado.”
O deputado Hamilton Pereira (PT), que é de Sorocaba avalizou os pedidos relacionados à saúde, destacando que o Hospital Regional de Sorocaba precisa de recursos para ampliar o atendimento. “Quanto à segurança, é preciso a criação de um plano estadual de segurança que vise equacionar os problemas existentes”, completou Pereira.

Diante da crise dos últimos dias, Sorocaba não difere das demais cidades do Estado no que se refere à falta de segurança. Para Joaquim Franco, representante do Conseg Leste de Sorocaba é importantes mais verbas para esse setor e o aumento do efetivo policial. O taxista Lair Ferreira Oliveira enfatizou a necessidade de melhorar o policiamento ostensivo e de aumentar o número de viaturas em circulação na cidade de Sorocaba.

Segundo o vereador Arnô Pereira (PT), que reivindicou recursos para a educação infantil, a regularização fundiária e moradias populares, em recente reunião sobre o sistema de saúde foi definida a criação de consórcios de saúde da região. A informação foi dada após a manifestação de Maria Imaculada, coordenadora do Orçamento Participativo de Várzea Paulista, que pleiteou a instalação de um hospital regional (Várzea pertence à região de governo de Jundiaí).

A problemática das estradas foi também a prioridade apontada pelo vereador Nelson Miranda, de Capela do Alto. Ele indicou a recuperação da SP-141 e da SP-268, que passam por seu município e são utilizadas para escoamento da produção agrícola.

Veja onde serão as próximas audiências:

19/5 (sexta-feira) — 9 às 12h — Ribeirão Preto e São João da Boa Vista
19/5 (sexta-feira) — 16 às 19h — São Carlos e Araraquara
22/5 (segunda-feira) — 9 às 12h — Barretos e Catanduva
22/5 (segunda-feira) — 16 às 19h — Franca e São Joaquim da Barra
24/5 (quarta-feira) — 9 às 12h — Guarulhos e Mogi das Cruzes
26/5 (sexta-feira) — 9 às 12h — Santos e Caraguatatuba
26/5 (sexta-feira) — 16 às 19h — Registro e Itapeva
29/5 (segunda-feira) — 9 às 12h — São José dos Campos e Taubaté
29/5 (segunda-feira) — 16 às 19h — Cruzeiro e Guaratinguetá
31/5 (quarta-feira) — 9 às 12h — Santo André
2/6 (sexta-feira) — 9 às 12h — Botucatu e Avaré
2/6 (sexta-feira) — 16 às 19h — Bauru, Jaú e Lins
5/6 (segunda-feira) — 9 às 12h — Presidente Prudente, Dracena e Adamantina
5/6 (segunda-feira) — 16 às 19h — Assis e Ourinhos
7/6 (quarta-feira) — 9 às 12h — Osasco, Caieiras e Taboão da Serra
9/6 (sexta-feira) — 9 às 12h — Araçatuba e Andradina
9/6 (sexta-feira) — 16 às 19h — Marília e Tupã
14/6 (quarta-feira) — 9 às 12h — São Paulo (na Assembléia Legislativa).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.