Auditoria aponta irregularidades em áreas essenciais

29/09/2010 16:38:00

Má gestão

 

Saúde, distribuição de medicamentos, programas de habitação popular, esporte nas escolas, saneamento e também o transporte público são algumas das áreas com problemas revelados por uma série de auditorias do TCE, o Tribunal de Contas do Estado, durante a Gestão Serra.

Reportagem publicada pelo Jornal Folha de S. Paulo, no último domingo (26/09), informa que o relatório de 700 páginas do TCE revela a existência de obras realizadas pelo Estado com valor contratado acima do orçado e outras obras entregues já com infiltrações e rachaduras.

Os auditores do Tribunal descobriram ainda que José Serra não cumpriu a destinação de valores mínimos determinados pelo Orçamento para os programas de distribuição de medicamentos, além de ter reduzido a verba disponível para esta ação.

Na Secretaria de Habitação, a fiscalização do TCE revelou que casas e apartamentos populares entregues a partir da posse de José Serra, em 2007, apresentaram inúmeros problemas como vazamentos e infiltrações. Além disso, o governo entregou em 2009 menos de 40% das moradias previstas em Orçamentos para aquele ano.

O repórter Breno Costa informa que o relatório do Tribunal “inclui, além das variáveis econômicas, a avaliação dos indicadores de gestão e uma compilação das auditorias realizadas ao longo de 2009 pelo TCE em 21 ações do governo.”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.