Bancada do PT participa de eleição de mesa diretora e elege deputado Luiz Fernando 1º secretário

15/03/2017

ELEIÇÃO NA ALESP

Crédito: Marina Moura

Deputado Luiz Fernando Teixeira é eleito 1º Secretário

Na tarde de hoje (15/03), estendendo-se para a noite, ocorreu na Assembleia Legislativa paulista eleição de membros que vão compor a mesa diretora da Casa no biênio 2017-2019. A Bancada de deputados estaduais do PT, seguindo diretrizes do Diretório Estadual do partido, que reiterou a decisão de ocupar proporcionalmente as funções da direção da Casa, elegeu o deputado Luiz Fernando Teixeira, com 89 votos, primeiro secretário.

“Quero falar do meu compromisso por trabalhar neste espaço pelo Partido dos Trabalhadores. Que nós possamos defender nossa luta e nossos princípios. Agradeço a cada deputado e a cada deputada que me delegou esta missão”, ressaltou Luiz Fernando, elogiando o trabalho realizado pelo 1º secretário que o antecedeu, o deputado Enio Tatto.
Tatto, transferindo a função para Luiz Fernando, frisa a importância da 1ª secretaria como ferramenta institucional para organização de uma oposição ao governo Alckmin no Estado de São Paulo.

“Na 1ª secretaria, participando da administração, podemos utilizar esta estrutura para organizarmos a sociedade, como aconteceu com a estruturação do SOS Racismo, na ocupação da Casa pelos estudantes (…) e auxiliar movimentos sociais que vêm fazer reivindicações na Assembleia”, complementa Tatto.

Líder questiona presidente eleito

O deputado José Zico Prado, líder da Bancada do PT, protocolou na Procuradoria da Alesp no próprio dia de hoje (15), documento solicitando esclarecimentos sobre fatos descritos em matéria do jornal Folha de São Paulo sob título “Macris paga “república a assessores com recursos da Assembleia de SP”.
O deputado tucano Cauê Macris foi eleito nesta quarta-feira presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Em defesa de que o PT ocupe um espaço que lhe é de direito

Sobre a participação do PT nas eleições da mesa diretora, José Zico Prado disse que foi feita uma discussão na Bancada e chegou-se à conclusão de que seus membros não abririam mão da 1ª secretaria por entenderem que este espaço é uma vitória do PT conquistado nas urnas e um espaço institucional que fortalece a luta do partido no enfrentamento ao governo do PSDB no Estado. E completou:

“O Diretório do PT definiu, por 42 votos a 8, que a Bancada participaria da eleição da mesa. Então estamos cumprindo decisão da Bancada e do partido”.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.