Bancada do PT quer CPI da CDHU já

03/07/2007 13:50:00

As denúncias da máfia da CDHU e o possível envolvimento do líder do PSDB, num esquema de propina na região de Presidente Prudente, serão discutidos pela Bancada do PT na Assembléia Legislativa.

A Companhia é alvo de denúncias na administração do PSDB em São Paulo, desde o governo Mário Covas, na gestão Goro Hama, percorreu toda a gestão de seu sucessor Geraldo Alckmin e agora vem à tona no governo José Serra. Desde então, a sociedade paulista tem convivido com flagrantes situações de irregularidades e desvios cometidos por dirigentes tucanos.

As últimas notícias publicadas nos jornais de grande circulação de uma investigação deflagrada com a Operação Pomar integrada pela Polícia Civil e o Ministério Público Estadual aponta que o PSDB teria montado uma parceria com empreiteiras contratadas pela CDHU.

Segundo as investigações, a CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano – vinculada a Secretaria da Habitação, praticava suposto superfaturamento nos custos das obras. Outra irregularidade apurada é a fraude de planilhas e a indicação da cobrança de quantidade de material superior ao que realmente foi realizado.

A Bancada do PT na Assembléia Legislativa protocolou o pedido da CPI da CDHU em 23/05, que é atualmente a única que o PT conseguiu reunir o número de assinaturas exigidas, por conta da orientação que o governador José Serra deu à sua base apoio, de não apoiar os pedidos de CPIs apresentados pela oposição.

Os deputados Enio Tatto e Mário Reali, são os autores do pedido de CPI. Apenas nessa legislatura que teve início em 15 de março, há 15 pedidos de CPIs protocolados. O líder da Bancada do PT tem semanalmente pressionado o Colégio de Líderes para a instalação da CPIs da CDHU na Assembléia paulista.

O presidente da Assembléia que é do PSDB, tem lançado mão de mecanismos protelatórios, para não permitir que haja qualquer investigação da administração tucana em São Paulo. A posição é repetir o que aconteceu na gestão Alckmin, quando 70 pedidos de CPIs foram protocolados e apenas duas foram instituídas no apagar das luzes já na reta final dos trabalhos legislativos.

A Bancada do PT na Assembléia Legislativa deverá definir quais medidas vai adotar quanto aos últimos fatos e denúncias de corrupção na CDHU. O PT defende desde o governo Mario Covas a instituição de uma CPI para investigar a Companhia, e o rombo provocado nos cofres públicos provocado pelos governos tucanos no comando do Estado de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.