Bancada participa e apresenta emendas em defesa do Movimento de Policiais

15/03/2010 17:53:00

Segurança Pública

 

A mobilização conjunta de 20 entidades policiais de 18 estados brasileiros lotou o Auditório Franco Montoro na tarde desta segunda-feira (15/03). O deputado Hamilton Pereira representou a Bancada do PT na reunião da Frente Parlamentar de Segurança Pública, convocada pelo Major Olímpio, para discutir o Movimento Nacional em Defesa do Policial.

A mobilização do Movimento começou em São Paulo, onde o efetivo é maior. São aproximadamente 35 mil policiais civis e 92 mil militares na ativa, que enfrentam situações atípicas para o resto do País, como o confronto entre as duas polícias, provocado pelo Governo Serra em outubro de 2008, e lembrado por todos os participantes do Movimento Nacional.

A principal reivindicação da categoria refere-se à PEC 300, projeto de emenda que tramita na Câmara dos Deputados e propõe a criação de um Piso Salarial Nacional para a categoria. Os policiais de São Paulo estão preocupados também com outro projeto: o PLC 13/2010, de autoria do Governo Serra e que tramita, desde a semana passada, em regime de urgência na Assembleia Legislativa.

Os deputados petistas já apresentaram 13 emendas para aperfeiçoar o projeto, que propõe a incorporação do Adicional do Local de Exercício – ALE – ao salário da categoria em cinco parcelas anuais. “O projeto prevê a incorporação de 1/5 do benefício por ano; então serão 5 anos até o policial ter o ALE integral. É lamentável que o Estado pague tão pouco aos seus policiais”, disse o deputado Hamilton Pereira, que é autor de duas emendas que propõem a incorporação imediata e integral do Adicional para as Polícias Civil e Militar.

O parlamentar vai propor uma audiência pública à Comissão de Segurança da Assembleia para discutir o PLC 13 e as emendas com a categoria. “É muito importante a mobilização dos trabalhadores porque o governador José Serra tem mais de 70 deputados que dão apoio aos seus projetos no Legislativo”, explicou Hamilton.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.