Base de Alckmin aprovou: compensação ambiental pode ser feita fora do Estado

11/12/2014

Absurdo

Mesmo com o voto contrário do PT ao destaque em emenda aglutinativa, a base dos deputados de Alckmin, aprovou nesta quarta-feira (11/12), projeto que permite que grandes agricultores façam a compensação ambiental de áreas desmatadas em solo paulista em outros Estados.

O Projeto de Lei 219/14, de autoria do deputado Barros Munhoz (PSDB), regulamenta a aplicação do Código Florestal no Estado. Entretanto, da forma como foi aprovada pela base governista, o projeto trará prejuízos irreversíveis à proteção e conservação de água, fauna e flora do Estado. A Bancada petista apresentou emenda que previa que a compensação ambiental fosse feita apenas no território do Estado, no caso de propriedades maiores que 15 módulos, mas a proposta foi rejeitada.

“Todos sabem da situação hídrica do Estado. Não é possível exportar floresta e querer importar água”, disse o líder do PT, João Paulo Rillo. E continua: “Os grandes proprietários de terras, ao invés de cumprir com as suas obrigações e contribuir minimamente para a cobertura vegetal do Estado, o que ajuda a garantir a produção de água tão importante na estiagem que vivemos, querem adquirir terras baratas em outros estados da Federação para compensar as áreas que desmataram ilegalmente, fazendo prevalecer a lucratividade de seus negócios em detrimento ao bem estar hídrico e climático da população paulista”.

A emendas ao PL, apresentadas pelo PT, objetivaram buscar para o Estado de São Paulo um forte desenvolvimento rural com respeito aos recursos naturais, em especial, às nossas fontes de água. (sc)

Veja abaixo, em anexo, declaração de voto da Bancada da PT.

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *