Base do governo blinda Alckmin no escândalo da merenda

15/03/2016

Educação

A base do governo pediu vistas de todos os requerimento protocolados pelo PT na Comissão de Educação para que seja investigada a máfia da merenda.

Neles, os deputados petistas pediam a convocação do secretário estadual de Educação, José Renato Nalini, do ex-secretário da pasta Herman Voorwald, do ex-chefe de gabinete da secretaria Fernando Padula, do secretário de Estado de Logística e Transportes, Duarte Nogueira, da coordenadora de Infraestrutura e Serviços Escolares (CISE), do Departamento de Alimentação e Assistência ao Aluno da Secretaria Estadual da Educação, Dione Maria Whitehurst Di Pietro, de Eduardo Araújo de Lima e Yuri Keller Martins, ambos membros da Comissão de Credenciamento do Departamento de Alimentação e Assistência ao Aluno.

O deputado João Paulo Rillo lamentou a manobra política para blindar o governo Alckmin.

“Estamos desperdiçando a oportunidade de esclarecer esse escândalo”, afirmou a deputada Marcia Lia.

Fundação Padre Anchieta

Também houve pedido de vistas do requerimento da deputada Beth Sahão convocando o diretor-presidente da Fundação Padre Anchieta, Marcos Mendonça, e do presidente do Conselho Curador da Fundação, Belisário dos Santos Júnior, para que esclareçam as demissões em massa ocorridas recentemente na Rádio e TV Cultura, assim como expliquem o cancelamento de programas e produções próprias e a crise financeira que atinge as duas emissoras. (FF)

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.