Campanha #vai ter Copa

27/01/2014

COPA 2014

O rastro de destruição deixado pelos atos de vandalismo disfarçados de protestos contra a Copa do Mundo na capital paulista deixou uma vítima que tem pouca ou nenhuma alternativa para recuperar o que perdeu. Trata-se do serralheiro Itamar Santos, que teve o seu carro (um Fusca) incendiado quando voltava da igreja na noite do sábado.

Internautas integrantes da Campanha #vai ter Copa rechaçam com veemência a versão de que o culpado pelo incêndio foi o próprio dono do veículo, que teria avançado sobre uma barricada “por sua conta e risco”.

Em declarações á imprensa o dono do Fusca afirma ter ficado “com medo dos responsáveis pelo fogo partirem para cima do carro”. “E acelerei”, diz. O Fusca era o único carro de seu Itamar. “Ele servia para ir para a igreja, passear e carregar meu ferro velho”,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.