Cartilha vai difundir a agricultura familiar e o desenvolvimento rural no Estado

16/04/2009 15:14:00

Política agrária

Crédito:

 

 

Com a presença de gestores públicos municipais do Estado, lideranças, militantes, deputados e do presidente estadual do PT, Edinho Silva, foi lançada, na terça-feira (14/4), uma cartilha que apresenta aos prefeitos e vereadores petistas, além de lideranças, subsídios para a defesa da reforma agrária e do desenvolvimento rural ambientalmente sustentável no Estado de São Paulo.  

O secretário agrário do PT-SP, Wellington Diniz, afirmou que a cartilha “é um instrumento do PT para dizer que temos proposta para o desenvolvimento rural, além de alinhavar as ações municipais aos programas criados pelo Governo Lula”.

A vice-presidente da Associação Brasileira de Reforma Agrária (ABRA), Sonia Morais, lembrou que a idéia da cartilha surgiu das experiências vividas na administração do ex-prefeito de Campinas, Toninho do PT, onde começou a implementar políticas voltadas para o setor rural. “Começamos a fazer bancos de dados para saber onde se encontravam as propriedades rurais. O PT foi, então, dialogar com os pequenos agricultores de Campinas para compreender sua situação”, justificou.

Deputados destacam importância

O líder da Bancada estadual, Rui Falcão, falou da importância da cartilha para a disputa de projetos no Estado. “Temos um trabalho muito grande para colocar em xeque todas as políticas do governo Serra, e desmascarar essa imagem que o governador quer passar de bom gestor”, lembrou o deputado e acrescentou: “Nós, do PT, queremos outro tipo de governo para o Estado de São Paulo e temos alternativas para todas as áreas”.

Hamilton Pereira também enfatizou a importância de se fazer o enfrentamento ao governo Serra e mostrar que o PT tem propostas muito sólidas para os municípios, inclusive na área da agricultura.  O deputado Zico Prado considerou da maior importância essa cartilha porque ela coloca a agricultura familiar como prioridade. “Os prefeitos ainda não se deram conta da importância da agricultura familiar, que gera mais empregos do que a indústria”, declarou Zico.

“Socializar as informações é o papel desta cartilha e temos que fazê-la chegar de fato aos pequenos produtores e agricultores familiares que trabalham isolados em suas propriedades”, ressaltou a deputada Beth Sahão. Ela também expressou sua indignação com o irrisório orçamento que o governo do Estado destina às políticas agrícolas, de apenas 0,72%.

O presidente do PT-SP. Edinho Silva, ressaltou “que, mesmo em nossas vitórias, a cartilha nos mostra tudo o que ainda devemos avançar na temática rural”. Ele ressaltou a importância do documento enquanto fomentadora de uma política agrária para cada município: “não há país no mundo que tenha se desenvolvido sem uma política agrária”, lembrou Edinho.

Os deputados Marcos Martins e Simão Pedro também elogiaram a iniciativa da elaboração e produção da cartilha.

Fizeram parte da mesa de lançamento, representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), da Federação de Agricultura Familiar (FAF), Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo (Feraesp), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que foram unânimes em destacar a importância da cartilha para o debate do tema na sociedade e no PT.

* com informações do site www.pt-sp.org.br

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *