Chefe de Cerimonial de Alckmin que deveria se dedicar exclusivamente aos eventos oficiais faz trabalhos privados

01/11/2013

Tucanagens

Marialice Cerello, chefe do cerimonial do Palácio dos Bandeirantes, recebe R$ 14,9 mil do governo de São Paulo para se dedicar exclusivamente aos eventos oficiais, no entanto, também organiza acontecimentos privados, que, muitas vezes, contam com a presença do próprio governador Geraldo Alckmin.

Duas notas publicadas nesta sexta-feira (1/11) pela jornalista Sonia Racy, no jornal O Estado de S. Paulo, apontam que Marialice Cerello, continua atuante em sua empresa, a MC Protocolo & Eventos, organizando solenidades para empresas privadas.

A nota diz que procurada nesta quinta-feira (31/10), Marialice contou estar na estrada, rumo ao interior, para organizar o cerimonial de um casamento e indagada sobre a jornada dupla, respondeu: “Não acho que há conflito de interesses, não”.

Proprietária de duas empresas

A nota da jornalista Sonia Racy apontou Marialice Cerello como uma das proprietárias da empresa MC Protocolo & Eventos, constituída em novembro de 2011. Entretanto, a chefe do cerimonial de Alckmin possui outra empresa, onde é sócia majoritária, a M C CERIMONIAL PROTOCOLO & EVENTOS LTDA., constituída em agosto de 2008.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.