Cidade mais violenta do Estado concentra vários presídios

02/02/2011 15:21:00

 

Franco da Rocha, na Grande SP, é o município mais violento do Estado, se considerado o número de homicídios dolosos, com intenção de matar, por 100 mil habitantes. Em 2009, Cubatão (56 km de SP) ocupou o posto.

Com 131.603 moradores, Franco da Rocha teve em 2010 taxa de 21,28 e deixou o 3º lugar de 2009 (20,25).

Foram 28 assassinatos no ano passado contra 26 em 2009 -aumento de 5%. São vários motivos que explicam o aumento em Franco da Rocha: é uma cidade dormitório, próxima da capital, pobre (tem o 335º IDH do Estado) e concentra vários presídios (abriga 4.177 detentos, conforme a Secretaria da Administração Penitenciária).

Considerada exemplo internacional pela redução de assassinatos, Diadema, também na Grande São Paulo, voltou a ficar entre as cidades mais violentas de SP, com 20,98 mortes em 2010.

Com uma taxa de homicídios de 10,48, o Estado de São Paulo está na chamada “zona epidêmica de homicídios” -para a Organização Mundial da Saúde, existe uma epidemia quando o índice é superior a 10 homicídios por 100 mil habitantes.

Interior sofre com tráfico de drogas

Com graves problemas por conta do aumento do consumo de drogas entre a população mais jovem, principalmente o crack, Jaú, a 287 km da capital, foi a cidade onde ocorreu o maior aumento na taxa de homicídios dolosos.

Em 2009, Jaú teve dois assassinatos e a taxa de homicídio por 100 mil habitantes foi de 1,51; ano passado, com 11 mortes, a taxa saltou para 8,39 -aumento de 455%.

Confira no link abaixo o ranking dos homicídios ao considerar cidades paulistas com mais de 100 mil habitantes. Dos 645 municípios, 75 se encaixam nesse critério.

http://media.folha.uol.com.br/agora/2011/02/02/ranking_de_violencia.pdf

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.