Comemoração de 90 anos do Sindicato dos Bancários de SP

17/04/2013

Fortalecer a democracia

Crédito:

Cenário econômico conquistado ao longo dos dez anos do PT à frente da Presidência da República e participação das mulheres nos cargos de poder ganharam destaque no evento

90 anos fortalecendo a democracia. O lema adotado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região marca uma das bandeiras de luta da categoria que hoje, assim com o Brasil, é comandada por uma mulher: Juvandia Moreira. Cercada por ex-presidentes sindicais, lideranças políticas como Luiz Inácio Lula da Silva, ela reforçou a necessidade de continuar em busca pela transparência e valorização do setor. O líder da Bancada do PT, deputado Luiz Claudio Marcolino, que já foi presidiu a entidade, também participou da cerimônia nesta quarta-feira (16/4).

Juvandia destacou a força das mulheres no Sindicato – hoje elas representam 60% dos 140 mil bancários de base – e lembrou que há muitas lutas ainda por vir. “Os serviços bancários têm que chegar a toda população brasileira. Temos que lutar pela democratização dos meios de comunicação e pela reforma política para reforçar a democracia do nosso País”, afirmou ao apontar algumas das pautas de debate do setor em 2013.

O ex-presidente Lula também destacou a atuação feminina nos cargos decisivos social e economicamente no Brasil. Ele rememorou o início do Sindicato que, segundo ele, pode ser considerado um dos mais importantes do País. Em seguida, partiu para uma avaliação da economia nacional. “Em 2003 apenas R$ 380 bilhões estavam disponibilizados para crédito em todo o território. Hoje, esse valor subiu e temos R$ 600 bilhões. (…) A Caixa Econômica, que tinha R$ 15 bilhões em 2003, hoje tem R$ 417 bilhões”, exemplifica. De acordo com Lula, o País conta hoje com R$ 2 trilhões de reais para o crédito, num salto de 70 milhões de bancarizados (em 2002) para 118 milhões nos dias de hoje.

Ele lembrou ainda que a luta da categoria não pode parar, mas que os motivos já são bem diferentes. “A Juvandia não tem que fazer passeata porque os bancários estão sendo mandados embora, tem que fazer passeata por melhores condições ”. E frisou: “Desde que assumi a presidência, nunca mais esse Sindicato deixou de ter aumento real acima da inflação. E com certeza vai continuar tendo”.

Presidente da CUT Nacional, Vagner Freitas falou da importância do diálogo entre sindicalistas e a Presidência. “Para transformar a sociedade temos que atuar. Presenciamos um governo que luta pela vida justa, igualitária e decente do povo. É a escola da minha vida e ele faz parte de uma trajetória de conquistas que só é possível com a reeleição de Dilma”.

Luiz Cláudio Marcolino, deputado líder da Bancada do PT na Assembleia e ex-presidente do Sindicato, lembrou que a categoria foi fundamental à construção do PT e a consolidação da democracia brasileira. “Criamos o Partido , a Central Única e elegemos o primeiro presidente operário do País. Hoje, o Sindicato tem uma mulher governando e ela tem feito a diferença, mostrando para a categoria que organização e diálogo nos coloca no rumo do desenvolvimento”.

O deputado federal Ricardo Berzoini, que também presidiu a categoria, aproveitou a data para comemorar 30 anos de militância. “Aqui aprendi a fazer política e o valor da classe trabalhadora”, disse.

Os presidentes das instâncias Nacional, Estadual e Municipal do PT, respectivamente os deputados estaduais Rui Falcão e Edinho Silva, e a vereadora Juliana Cardoso, marcaram presença na atividade. Falcão aproveitou sua fala para lembrar que desde a sexta-feira (12/4), um abaixo assinado promovido pelo PT circula nas redes solicitando o financiamento público de campanha. O presidente Lula assinou o documento simbolicamente durante a atividade.

fonte: Portal Linha Direta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.