Comissão adia debate sobre convocação de secretário de Transportes

17/11/2009 17:42:00

Acidente no Rodoanel

A presença esmagadora da maioria governista na reunião da Comissão de Serviços e Obras Públicas, realizada na tarde desta terça-feira, levou o deputado Simão Pedro, presidente da Comissão, a adiar a discussão do requerimento de convocação do secretário de Transportes, Mauro Arce.  Para evitar que a base de apoio ao governador, rejeitasse o requerimento, Simão preferiu levá-lo à próxima reunião.

Autor do requerimento, o deputado espera que o secretário preste esclarecimentos à Assembleia e à população sobre o desabamento das vigas Rodoanel, especialmente em relação ao acidente ocorrido no último dia 13 em um viaduto em construção sobre a Rodovia Régis Bittencourt.

“Queremos ouvir o secretário sobre indícios evidentes que tornam o acidente do Rodoanel muito semelhante ao desabamento ocorrido nas obras do Metrô: há pressa na condução da obra, mudança do método de construção, economia de materiais e uma coincidência entre o término e entrega do Rodoanel e o início oficial da campanha eleitoral de 2010”, avalia Simão Pedro.

Reportagem do Jornal O Estado de São Paulo, publicada na edição desta terça-feira, revela as consequências do método tucano de construir. “Inaugurados há 7 anos, 49 pontes e viadutos do Trecho Oeste do Rodoanel passam atualmente por reformas estruturais. Os canteiros de obras estão espalhados ao longo dos 32 quilômetros da via que interliga, desde outubro de 2002, as Rodovias Bandeirantes, Anhanguera, Castelo Branco, Raposo Tavares e Régis Bittencourt”, relata a reportagem.

A construção deste trecho do Rodoanel custou aos cofres públicos R$ 1,3 bi. Agora, apenas sete anos depois, 240 mil veículos que passam diariamente pela região são prejudicados pela gigantesca reforma.

O requerimento para a convocação do secretário Mauro Arce, para explicar esta e outras questões, deve ser avaliado na próxima reunião da Comissão de Serviços e Obras Públicas, marcada para o dia 25 de novembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.