Comissão de Meio Ambiente ouve prefeito do PPS

12/12/2006 21:50:00

Crédito:

Prefeito Juan Garcia e Deputado Adriano Diogo

Comissão de Meio Ambiente ouve prefeito do PPS
que pretende verticalizar a cidade de São Sebastião

Para saber por que o prefeito de São Sebastião, litoral norte, Juan Garcia (PPS), quer aprovar o projeto polêmico de Plano Diretor do município a toque de caixa, a Comissão de Meio Ambiente da Assembléia realizou, em 12/12, Audiência Pública com a presença de mais de cem pessoas. O deputado Adriano Diogo (PT) , presidente da Comissão, encerrou os trabalhos afirmando que o prefeito, convidado pela Comissão, demonstrou claramente que pretende verticalizar o município e agiu de forma truculenta ao ser abordado pelos parlamentares paulistas.

“A forma truculenta com que tratou os deputados”, diz Adriano, “demonstrou que Juan passa por cima dos poderes instituídos e tenta impor seu projeto”. Em entrevista, após a reunião, o prefeito admitiu não reconhecer as mais de 17 audiências públicas em que as lideranças comunitárias rejeitaram o projeto de verticalização.

Para o prefeito, que levou dezenas de funcionários públicos como claque, os investimentos da Petrobras na região com a construção de gasoduto vão aquecer o mercado imobiliário, e por isso, justifica, “São Sebastião vai construir edificações mais verticais”.

Os integrantes da Comissão de Meio Ambiente questionaram mais uma vez o plano do prefeito Juan, que não respeita o meio físico e muito menos estudos de impacto ambiental. Os deputados alertaram ainda que, com a verticalização, o prefeito não leva em conta a infra-estrutura para suportar o adensamento proposto.

Adriano Diogo mais uma vez lamentou a postura do prefeito, que demonstrou passar por cima de tudo e de todos — até mesmo do próprio vice-prefeito, exonerado recentemente depois de ter iniciado as denúncias sobre o Plano Diretor.

Segundo Diogo, o prefeito tenta justificar seu plano de valorização dos grandes investidores, em prol dos mais pobres, com a construção de núcleos habitacionais. “Não pretendo julgar ninguém, mas ao não ouvir a sociedade organizada, ele usa esse argumento como biombo para aprovar seu projeto”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.