Comissão Estadual da Verdade tem prazo prorrogado até março

12/11/2014

Cidadania

A Comissão Estadual da Verdade “Rubens Paiva” teve seu prazo de funcionamento prorrogado até 14 de março de 2015. O Projeto de Resolução 18/2014 foi aprovado pela Assembleia Legislativa nesta terça-feira (11/11) e a prorrogação é necessária para que a comissão possa concluir seus trabalhos.

Criada em 28/2/2012, a Comissão da Verdade tem a finalidade de colaborar com a Comissão Nacional da Verdade, realizando um trabalho minucioso, levantando dados e ouvindo depoimentos das vítimas e familiares de vítimas da ditadura militar no Estado. Ao final de seus trabalhos, a comissão presidida pelo deputado Adriano Diogo (PT) e composta por mais dez deputados deve aprovar seu relatório final.

Comissão da Verdade Rubens Paiva já realizou 148 audiências públicas

Até o momento, a Comissão da Verdade do Estado já realizou 148 audiências públicas, onde foram ouvidos centenas de depoimentos de vítimas da ditadura e o relato de familiares e testemunhas, e recebeu documentos que ajudarão a compor o relatório, que deverá ser enviado à Comissão Nacional da Verdade e também divulgado à sociedade.

Houve audiências específicas, por exemplo, para ouvir casos de abusos contra mulheres, crianças, sindicalistas e a população indígena. Também foi realizada audiências sobre os corpos desenterrados na vala comum no Cemitério Dom Bosco, em Perus, na capital, e também sobre antropologia forense, com participação de técnicos argentinos.

Além do presidente Adriano Diogo (PT), compõem a Comissão da Verdade Rubens Paiva os deputados João Paulo Rillo (PT), Ed Thomas (PSB), Marco Zerbini (PSDB) e Ulysses Tassinari (PV). São suplentes Estevam Galvão (DEM), Mauro Bragato (PSDB), Orlando Bolçone (PSB) e Regina Gonçalves (PV). (com informações da Agência Alesp)

Mais informações sobre os trabalhos da Comissão da Verdade podem ser obtidas em: http://comissaodaverdadesp.org.br .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.