Comissão homenageia jornalista

20/06/2012

Caso Pinheirinho

A violação dos Direitos Humanos praticada pelo governo de São Paulo, na desocupação da área do Pinheirinho e expulsão de seus moradores, deflagrada em 22 de fevereiro deste ano e a cobertura jornalística realizada pela jornalista Fernanda Soares, diretora do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de são Paulo, foi um dos tópicos pauta da Comissão de Direitos Humanos, nesta terça-feira (19/6).

Fernanda relatou aos parlamentares Adriano Diogo, presidente da Comissão e Marco Aurélio, a situação das famílias desalojadas, o cenário de devastação da área com a destruição das casas, parquinhos e toda a infraestrutura da comunidade local e a falta de sensibilidade das autoridades polícias e dos integrantes da OAB local.

Emocionada a jornalista relatou que mesmo quando questionou que o requerente é devedor de impostos à prefeitura local, que os gastos do governo do município com os despejos, dos moradores, é maior que se o Estado tivessem adotado a regularização da área, segundo cálculos apresentados pelos vereadores petistas,Wagner Baileiro e Amélia Naome.

Na ocasião o deputado Adriano Diogo, informou a convidada que a Comissão fará no dia 28/6, uma sessão solene em homenagem a Maria Lucia Petit, militante em resistência à ditadura militar, menção honrosa, como cidadã comprometida com a defesa dos direitos humanos.

Conselho Nacional de Justiça

Segundo informação publicada no Portal Viomundo, juristas e representantes de entidades de defesa dos direitos humanos tiveram audiência, nesta terça-feira, com a ministra Eliana Calmon, no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília contra Ivan Sartori, presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Rodrigo Capez, juiz assessor da presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo. Marcia Faria Mathey Loureiro, juíza da 6ª Vara Cível de São José dos Campos. Luiz Beethoven Giffoni Ferreira, juiz da 18ª Vara Cível do Fórum Central João Mendes Júnior.

A representação visa à apuração das responsabilidades disciplinares deles na desocupação do Pinheirinho, em São José dos Campos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.