Conselho de Ética da Assembléia recebe documentação de Caso Bragato

02/08/2007 15:50:00

O presidente do Conselho de Ética da Assembléia Legislativa de São Paulo, deputado estadual Hamilton Pereira (PT), recebeu na tarde de (1/8) a documentação contendo as denúncias e provas apresentadas ao Ministério Público contra o deputado estadual Mauro Bragato (PSDB). O documento contém cerca de 150 páginas e foi remetido pela Procuradoria Geral de Justiça à Presidência da Casa. Bragato teve seu nome envolvido em denúncias de fraudes de licitações da CDHU (Companhia de Desenvolvimento de Habitação e Desenvolvimento).

Hamilton Pereira encaminhou , uma cópia da documentação a cada membro do Conselho de Ética, à Corregedoria Parlamentar da Assembléia e ao próprio deputado Mauro Bragato. A documentação segue acompanhada por um memorando no qual o presidente do Conselho de Ética solicita sigilo do conteúdo. “O sigilo já havia sido pedido pelo próprio deputado José Bittencourt (PDT) na última audiência do Conselho, em 10/7”, salienta Hamilton.
Uma reunião deverá ser convocada para a semana que vem, para que os membros do Conselho apresentem seus pareceres a respeito da documentação e apontem os encaminhamentos que avaliam necessários. “Até que o Conselho se reúna e delibere um encaminhamento para a questão, não nos manifestaremos sobre o conteúdo da documentação, mesmo porque ainda estamos analisando o material”, afirma Hamilton Pereira.
O pedido para que a documentação fosse requerida à Procuradoria Geral de Justiça foi solicitado à Presidência da Assembléia Legislativa pelo Conselho de Ética em 10/7. O encaminhamento foi uma decisão dos parlamentares que compõem o Conselho, após a constatação de falta de provas para o encaminhamento da discussão. A partir da análise do material recebido, os deputados do Conselho decidirão sobre a melhor forma de agir para apurar as denúncias.
No início do mês de julho foram encaminhadas ao Conselho de Ética duas denúncias pelas bancadas do PT e do PSol e um despacho da presidência da Mesa Diretora da Casa, solicitando a investigação das denúncias. Além de Hamilton Pereira compõem o Conselho de Ética, os deputados Roberto Engler (PSDB), André Soares (DEM), Afonso Lobato (PV), Waldir Agnello (PTB), Davi Zaia (PPS), Rogério Nogueira (PDT), Otoniel Lima (PR) e Ed Thomas (PMDB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.