Copa em SP: impacto econômico ultrapassará R$ 1 bilhão

03/07/2014

347 mil turistas

São Paulo já recebeu 347 mil turistas para a Copa e impacto econômico pode ultrapassar R$ 1 bilhão

Expectativa é chegar próximo de 500 mil visitantes até o fim do Mundial. Levantamento da SPTuris indica alto grau de satisfação com a cidade

Somente a cidade de São Paulo já recebeu, até o momento, 347 mil turistas, segundo levantamento divulgado nesta quinta-feira (3/77) pela Empresa Municipal de Turismo e Eventos (SPTuris). Desse total, cerca de 121 mil (35%) são estrangeiros, sendo a maioria de argentinos (31,7%), seguidos por chilenos (17,8%), uruguaios (8%) e colombianos (5%). Entre os turistas nacionais, a maior parte (78,4%) veio do interior do estado de São Paulo. A expectativa é de que o número de visitantes chegue perto de 500 mil até o fim da Copa. São Paulo já sediou cinco partidas e ainda receberá uma semifinal em 9 de julho.

O impacto econômico do Mundial no turismo da cidade pode ultrapassar R$1 bilhão, uma vez que os gastos dos turistas estão superando as previsões. De acordo com a Pesquisa de Demanda e Perfil do Torcedor da Copa do Mundo em São Paulo, realizada com 5.332 pessoas entre 12 e 30 de junho, a média de gastos dos visitantes estrangeiros é de R$ 4,8 mil, e a dos turistas brasileiros é de R$ 2,2 mil. A permanência dos “gringos” é, em média, de 8,2 dias, enquanto turistas nacionais ficam em torno de 4,4 dias na capital paulistana.

Satisfação

A pesquisa mostrou uma avaliação positiva da Copa: mais de 80% dos entrevistados deram uma nota acima de 7 para o Mundial em São Paulo. Entre os diferenciais da cidade, a gastronomia e a vida noturna foram as mais destacadas pelos turistas. Os museus também ficaram movimentados: somente o Masp, o da Língua Portuguesa e o do Futebol receberam mais de 60 mil pessoas de 12 de junho até agora.

A maioria dos visitantes é masculina (64% entre os brasileiro e 82% entre os estrangeiros) e a faixa etária predominante é de 30 a 39 anos. A locomoção foi feita principalmente por metrô (cerca de 39%) e a maioria assistiu aos jogos na Arena Corinthians, seguida da FIFA Fan Fest no Anhangabaú. Os bares foram a terceira opção, especialmente os da Vila Madalena (eleitos por 21% entre os que preferiram ver as partidas em bares).

“Todos os números que prevíamos estão sendo superados. Há muito mais visitantes e mais dinheiro girando. Nossas pesquisas mostram que as pessoas querem voltar a São Paulo e voltar com a família. Eles destacaram a potência da gastronomia, dos museus, a alegria da cidade e o jeito do paulistano de recebê-los”, disse o presidente da SPTuris, Wilson Poit.

Estrutura e movimentação

Para dar conta da demanda durante o Mundial, a cidade aumentou de seis para 15 as Centrais de Informação Turística, sendo sete fixas e oito móveis. Elas já atenderam mais de 4,5 mil estrangeiros. Uma sala de monitoramento foi montada na sede da SPTuris, no Anhembi, para coletar dados da movimentação em hotéis, aeroportos, bares, entre outros.

Somente no Aeroporto Internacional de Guarulhos, foram realizados 245 mil embarques internacionais entre 10 e 25 de junho, número 18% superior ao mesmo período de 2013. A ocupação de hotéis ficou em torno de 64%, subindo para 75% na véspera e em dias de jogos.

O desafio, agora, é aproveitar a satisfação dos turistas e a exposição da “marca Brasil” durante o Mundial para continuar atraindo turistas para São Paulo e, principalmente, para o país como um todo.

“Para nós, não é surpresa esta alta aprovação dos turistas estrangeiros e mesmo dos residentes. Mas, diante do quase bullying que o país sofreu nos meses que antecederam a Copa, para muitos é uma surpresa que o país seja um local tão interessante de se estar. Tanto do ponto de vista da logística, da organização, dos aeroportos, da celebração para os que não têm ingresso, a aprovação está muito elevada. No cenário pós-Copa, temos que trabalhar em cima do legado da imagem, para ter a alavancagem da vinda de turistas internacionais e também um aumento do turismo interno nos próximos anos”, disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages.

fonte: Portal da Copa

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.