CPI da Máfia da Merenda vai deliberar sobre plano de trabalho

02/08/2016

Nesta quarta

A CPI da Máfia da Merenda retoma suas atividades nesta quarta-feira (3/8). A reunião, que acontece a partir das 9h no plenário Tiradentes da Assembleia Legislativa, deve deliberar sobre o plano de trabalho apresentado pelo relator, deputado Estevam Galvão.

Na proposta, o parlamentar apresenta três eixos. No primeiro, propõe que a CPI investigue eventual atuação de agentes públicos do Estado de São Paulo nos contratos celebrados entre Estado e cooperativas, com o objetivo de aquisição de gêneros alimentícios para a alimentação escolar.

No Eixo 2, a proposta é que se investigue o superfaturamento e fraude nas “Chamadas Públicas”.

Por fim, no terceiro eixo, serão investigados possíveis atos de improbidade administrativa por parte de municípios.

Para tanto, o relator sugere o acesso a documentos, oitivas e diligências.

Durante o recesso parlamentar, a CPI recebeu uma série de documentos que foram solicitados pelos deputados. O presidente da Comissão, Marcos Zerbini, afirmou por diversas vezes que o trabalho efetivo de investigação só começaria depois que essa fase fosse concluída.

Agora, a expectativa da Bancada do PT, dos movimentos sociais e estudantes é que finalmente se inicie a fase das oitivas. Já há 40 requerimentos de convocação protocolados (clique aqui para acessar a lista de requerimentos).

O líder da Bancada do PT na Assembleia Legislativa, deputado José Zico Prado, afirma que o partido vai fortalecer a mobilização na CPI da Merenda. Zico conta que a Bancada aproveitou o mês de julho para dialogar com os mais diversos segmentos, como as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, e voltará mais mobilizado. “Fizemos boa mobilização e voltaremos com tudo engatilhado”, disse.

Vale lembrar que o deputado Alencar Santana Braga é o único representante da oposição na CPI. O PT já ingressou com ação na justiça pedindo mais uma vaga no colegiado para e agora aguarda o julgamento.

Fernanda Fiot

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.