Deputada Prandi cobra estudos sobre veículos pesados na Imigrantes

03/10/2007 15:39:00

Transporte

Desde junho, a deputada estadual Maria Lúcia Prandi (PT) vem cobrando do Governo do Estado o aprofundamento de estudos sobre a circulação de ônibus e vans na Pista Sul (descendente) da Rodovia dos Imigrantes. A cobrança foi feita diretamente ao secretário estadual de Transportes, Mauro Arce, em duas oportunidades.

 

A primeira delas ocorreu em junho, durante audiência na sede da Secretaria. O segundo encontro aconteceu, em agosto, em audiência pública na Assembléia Legislativa. Em ambas, o secretário afirmou desconhecer as razões da proibição e se comprometeu a cobrar informações da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

 

A deputada Prandi fez o pedido, levando em conta que já existe uma pesquisa, coordenada pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da USP, indicando a viabilidade do tráfego de veículos comerciais pesados na rodovia, desde que sejam adotados alguns cuidados. Entre outros pontos, o trabalho recomenda o controle do tráfego, indica requisitos mínimos que os veículos deverão atender e traz um manual de orientação aos condutores. Para os ônibus, a velocidade máxima seria 60 Km/h.

 

A pesquisa da EESC foi divulgada no ano passado. O estudo, realizado na própria rodovia, envolveu 36 veículos de diversas categorias e montadoras, incluindo microônibus, ônibus, caminhões, reboques e semi-reboques, com capacidades entre 4 e 74 toneladas. Em várias madrugadas o tráfego foi interrompido, pela concessionária da rodovia, para possibilitar os trabalhos. Teriam sido feitas 76 descidas em trecho de 11 quilômetros, que apresenta declive médio de 6,5%.

 

“É um ponto de partida para o aprofundamento da questão. Existe uma forte reivindicação no sentido da liberação da pista para ônibus e vans. O Governo do Estado precisa cobrar uma definição séria e conseqüente. Por isso, defendo que este estudo seja aprimorado e ampliado, de forma a chegarmos a uma conclusão definitiva sobre a questão”, arremata Prandi.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.