Deputada quer empenho do Estado no combate à exploração sexual de crianças

10/10/2008 14:56:00

Violência infantil

 

Uma indicação da deputada estadual Ana Perugini  tem endereço certo: o Palácio dos Bandeirantes. Em sua solicitação, a deputada propõe que o governador determine à Secretaria Estadual de Educação a realização de “ações incisivas” nas escolas da rede pública durante a semana que compreende o 18 de Maio – Dia do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Por ocasião da sessão do dia 12 de junho de 2008, da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Pedofilia, os debatedores chamaram a atenção para a falta de estatísticas consistentes sobre o crime, porque, segundo eles avaliam, a maioria dos casos nunca é denunciada. E uma forma eficaz de combater essa questão é garantir o envolvimento dos educadores, acredita a deputada, para quem “a escola constitui um espaço afetivo privilegiado e de grande relevância na vida da criança e do adolescente”.

Na argumentação, Ana Perugini enfatiza que cabe ao Poder Público dar respostas a muitas questões, tais como:

Como a escola pode participar da prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes? Quais as formas de violência sexual? Como identificar a violência doméstica e o abuso sexual nos seus sinais físicos ou psicológicos? Como desenvolver métodos para identificação destes sinais? Como notificar os casos de violência cometida contra a criança? Como trabalhar com a família? Enfim, como construir uma rede de proteção afetiva à criança e adolescente vitimados?

No entendimento de Ana Perugini, “a escola é o aparelho mais próximo no dia-a-dia das crianças e adolescentes. O profissional que atua na escola é o agente que deve em primeira instância inferir diretamente nas vidas de nossas crianças e adolescentes. Daí, criar um marco para a abordagem do assunto na formação desses profissionais é minimamente situar-se como agente responsável pelas ações de um Estado participativo e responsável”.

Em defesa das crianças e dos adolescentes, a parlamentar incentiva a realização de cursos, palestras e mesmo a confecção de cartilhas que subsidiem teoricamente a prática dos profissionais envolvidos nas Instituições Educacionais.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.