Deputado pede informações sobre presos na Alta Paulista

05/05/2008 18:12:00

Segurança

 

Em Requerimento de Informação enviado ao secretário de Segurança Pública, Ronaldo Augusto Bretas Marzagão, o deputado estadual Donisete Braga (PT) indaga qual era o contingente policial em 13 municípios da Alta Paulista antes de receberem unidades prisionais e qual o atual número de policiais. Pergunta também quantos resgates de presos, ou tentativas, foram registrados nos últimos cinco anos nesses municípios, durante o atendimento em hospitais e santas casas da região.

As cidades a que se refere o deputado são Lucélia, Flórida Paulista, Dracena, Irapuru, Pacaembu, Caiuá, Marília, Presidente Prudente, Pracinha, Tupi Paulista, Presidente Bernardes e Junqueirópolis. Ele justifica o pedido de informações lembrando que constatou pessoalmente a existência de celas em santas casas da Alta Paulista para atender apenados do sistema prisional.

R20;O atendimento a presos nesses hospitais coloca em risco os profissionais da saúde e as pessoas que procuram auxílio médico, principalmente durante as tentativas de fugas ou resgate”, diz. No entanto, lembra que é necessário cuidar da saúde do preso, R20;desde que em local apropriadoR21;.

Donisete Braga, 1º secretário da Assembléia Legislativa, é autor de representação ao Ministério Público Estadual pedindo providências relativas a existência de presos atendidos na Santa Casa de Pacaembu. Na representação, além de Pacaembu, citou a existência de celas nas santas casas de Mirandópolis, Osvaldo Cruz e Lucélia

O deputado já havia enviado Requerimento de Informação ao secretário de Administração Penitenciária, Antonio Ferreira Pinto, para saber o número de presos atendidos em santas casas, centros médicos e similares da região nos últimos cinco anos. No requerimento, pedia também informações sobre a capacidade, o número de presos nas unidades prisionais e qual montante de recursos destinados à saúde do preso, entre outros questionamentos.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.