Deputados convocam empresas para esclarecer casos de trabalho escravo

04/04/2013

Confecção GEP

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Adriano Diogo, aprovou, nesta quarta-feira (3/4), a convocação dos representantes legais da empresa GEP – detentora das marcas Luigi Bertolli, Emme, Cori e GAP do Brasil. Os responsáveis deverão prestar esclarecimentos sobre os recentes casos de trabalho escravo envolvendo confecção de peças do grupo. A data para comparecimento da diretoria da empresa será definida na próxima reunião da comissão, marcada para quarta-feira (10/4).

Fiscalização do Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que encontrou 28 bolivianos trabalhando em condição análoga a de escravo em oficina clandestina no Belenzinho, zona leste de São Paulo. De acordo com a autuação, havia trabalho em condições degradantes, jornadas exaustivas e servidão por dívida.

Essa não será a primeira convocação da Comissão de Direitos Humanos para esclarecimentos sobre crimes de exploração de mão de obra em condições degradantes.

No final de 2011, o presidente da Zara, Enrique Huertas Gonzáles, foi chamado a dar explicações sobre denúncias envolvendo oficinas de costura ligadas à grife espanhola.

Em 2012, o presidente da construtora Racional Engenharia compareceu na Assembleia e foi questionado sobre uso de trabalho escravo nas obras de ampliação do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

O requerimento aprovado é do deputado Carlos Bezerra Jr., que também é autor de pedido de instauração de CPI para investigar o tema, assinado por todos os deputados da Bancada do PT.

Seminário sobre racismo e homofobia

A comissão também aprovou mais quatro requerimentos. Entre os requerimentos está o de autoria do presidente da comissão, Adriano Diogo e da deputada Leci Brandão (PCdoB) que solicita a realização do seminário Diálogos sobre racismo e homofobia, em parceria com a Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, no mês do orgulho LGBT, comemorada entre 2/5 e 1º/6.

Também foi aprovado requerimento da deputada Beth Sahão para que a Comissão faça uma visita ao CRATOD- Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas, em data a ser agendada.

*com informações da Agência Alesp e Rede Brasil Atual

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.