Deputados do PT querem que Comissão de Transportes esclareça caso Alstom/Siemens

06/08/2013

Propinoduto tucano

Deputados da Bancada do PT fizeram um apelo ao presidente da Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa, deputado João Caramez (PSDB), para que esta Comissão cumpra seu papel nas investigações do chamado propinoduto tucano.

O deputado Antonio Mentor disse que, acima de qualquer sigla partidária, está o interesse público, que deve ser defendido por cada deputado.

O deputado Gerson Bittencourt lembrou que várias instituições estão atrás da verdade, como o Cade, o Ministério Público e o próprio governador do Estado, que, em público, pediu que as denúncias sejam investigadas. “E essa Casa, que atitude vai tomar?”, questionou o deputado, que também falou sobre o pedido de CPI para o qual a Bancada está coletando assinaturas.

Já o deputado Alencar Santana Braga falou sobre as manifestações populares que aconteceram durante o mês de junho. “Um dos recados dessa juventude que foi às ruas foi o pedido de transparência”, disse Alencar, que também ressaltou a importância de os membros da Comissão aprovarem, na próxima reunião, requerimentos que a Bancada do PT vai apresentar solicitando informações e oitivas com envolvidos no caso.

Alencar ainda afirmou: “Por conta do desvio de dinheiro, de cada 3 km de linha, um deixou de ser feito, e a população segue em trens e metrôs superlotados, correndo risco de sofrer acidentes”.

Deputados da base do governo ainda tentaram dizer que essas denúncias são antigas e que foram “requentadas” pela imprensa. O deputado Antonio Mentor disse que realmente são antigas, denunciadas pela imprensa, por autoridades da Suíça, da França e pela própria Bancada do PT desde 2006.

Mentor cobrou do presidente da Comissão uma agenda de trabalho com relação ao tema. Caramez, no entanto, se limitou a dizer que não há nada oficial nessas acusações e encerrou a reunião não permitindo que o deputado Alencar Santana Braga falasse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.