Deputados do PT recebem Haddad e discutem questões da mobilidade urbana

10/04/2012

Eleições

Crédito: Cesar Ogata

As questões da Mobilidade Urbana e Transportes Públicos foram os temas centrais do encontro da Bancada do PT na Assembleia Legislativa, com o ex- ministro da Educação Fernando Haddad e pré-candidato do PT à eleição municipal de São Paulo, nesta terça-feira (10/4).

O líder da Bancada deputado Alencar Santana abriu o encontro manifestando o apoio dos deputados estaduais ao pré-candidato petista e informou que a Bancada está à disposição para contribuir com o processo eleitoral e com o debate político.

Na sequência, os deputados Enio Tatto, Isac Reis e Gerson Bittencourt discorreram sobre o impacto da questão da mobilidade nas cidades do entorno da capital paulista. “Não podemos esquecer que o prefeito de São Paulo tem um importante papel na articulação do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano”, ressaltou Enio que integrará a equipe de Coordenação da campanha.

O deputado Luiz Claudio Marcolino informou aos participantes que os movimentos sociais e sindicais da cidade de São Paulo estão organizando um protesto contra o apagão nos transportes públicos da cidade.

Outro temas elencados pelos deputados foram o papel da mulher no processo eleitoral, destacado por Telma de Souza, e a questão da moradia popular, ressaltado por Isac Reis, que propôs o levantamento de dados sobre a realidade dessa questão na cidade, elencando o déficit habitacional, o número de moradias em área de risco, moradias precárias, cortiços entre outras questões confluentes com o tema.

A dificuldade do candidato José Serra de explicar para a população sobre o abandono da prefeitura em março de 2010, que ficou a frente da gestão pouco mais de um ano, apesar de ter assinado compromisso de que ficaria até o fim do mandato, foi um dos pontos levantados pelo presidente estadual do PT, deputado Edinho Silva.

Haddad apontou que o Serra é responsável por dois apagões no país: ”Serra quando estava no Ministério do Planejamento não estipulou recursos para a área de transportes e, quando assumiu a prefeitura, abandonou a cidade e sua população.“

Um dos compromissos firmado pela Bancada para com Haddad foi a produção de um diagnóstico da situação dos transportes e mobilidade urbana, a partir de dados oficiais do governo do Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.