Deputados dos PT cobram investigação de contratos com a Sabesp

19/07/2011 13:51:00

Irregularidades na Sabesp

 

Os deputados petistas, João Paulo Rillo, líder da Minoria na Assembleia Legislativa de São Paulo, e Luiz Cláudio Marcolino, vice-líder da Bancada do PT, protocolaram duas representações no Ministério Público Estadual pedindo a investigação e explicações sobre contratos da Sabesp feitos com empresas ligadas ao empresário Gregório Wanderlei Cerveira – preso em 20 de maio por suposto envolvimento em contratos fraudulentos na empresa de saneamento de Campinas, a Sanasa.

Nas representações, protocoladas em 13/7, os parlamentares pedem a apuração de indícios de improbidade e crimes em contratos que somam o montante de R$ 58 milhões.

Encabeçados pelo líder da Minoria, os 27 deputados da oposição pedem que a Promotoria do Patrimônio Público solicite ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo a instauração de acompanhamento da execução dos contratos, em razão de indícios de irregularidades já apontadas pela assessoria técnica do Tribunal. Além disso, outro documento será encaminhado ao procurador-geral de Justiça, Fernando Grella Vieira, pedindo “aprofundamento” nas investigações de contratos de estatais com empresas envolvidas nos suposto esquema de fraudes em Campinas.

“Nosso objetivo é que se investiguem todas as possíveis irregularidades em contratos dessas empresas com órgãos públicos”, afirmou Rillo, para quem a postura do MPE de investigar só o caso de Campinas é “estranha”.

O deputado Luis Cláudio Marcolino explica que eventuais irregularidades devem ser esclarecidas em sua “totalidade”, não importando siglas ou posições políticas – em Campinas, um dos investigados é o vice-prefeito, filiado ao PT.

Leia abaixo, na íntegra, as representações protocoladas pelo PT.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.