Deputados querem apurar ações violentas contra agentes do sistema prisional

25/09/2014

Investigação

Agressões físicas e morais, atentados, homicídio de agentes do sistema prisional têm feito parte do cotidiano desses servidores do Estado, em clara tentativa de atemorizar e fragilizar os funcionários dos presídios paulistas.

Diante disso, a pedido dos funcionários deste sistema , os deputados João Paulo Rillo, líder da Bancada do PT, Carlos Giannazi (PSOL), Major Olímpio (PDT) e Leci Brandão (PCdoB) estão coletando assinaturas para instalar CPI –Comissão Parlamentar de Inquérito – que apure as inúmeras ações violentas contra os agentes penitenciários.

No pedido de CPI, que para ser protocolado são necessárias as assinaturas de 32 parlamentares, está ressaltado que é sabido que “as ações administrativas impostas pela Secretaria de Administração Penitenciária do Estado se mostram inócuas e infrutíferas, e mediadas efetivas precisam ser tomadas, reconhecendo a existência dessa realidade do sistema prisional para a integridade dos agentes possa ser assegurada”.

O documento afirma também que “não há como negar o crescimento da estrutura de poder das facções criminosas dentro dos presídios paulistas. Apenas o governo estadual ignora a realidade e trata a violência que vitima os servidores da segurança pública como corriqueiros, pontuais e não relacionados” (sc).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.