Dersa atrasa obra de alça do Rodoanel

04/11/2011

Complexo Jacu-Pêssego

Setembro, esta foi a data prometida pela Dersa – estatal que executa o projeto – para finalizar as obras da segunda etapa do complexo Jacu-Pêssego, em Mauá. No entanto, a obras está praticamente dois meses atrasada e a Dersa não informa o motivo do atraso nem quando pretende inaugurar o viário. A primeira fase foi entregue em outubro do ano passado.

As intervenções viárias têm o objetivo de melhorar a ligação entre a avenida e o Rodoanel, além de facilitar o acesso da população do município ao anel viário.

No início do ano, os serviços foram paralisados após a posse do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que solicitou a revisão dos contratos firmados na gestão anterior, do também tucano José Serra. Após o impasse, a construção foi retomada em março.

A alça que ligará o complexo à Avenida Alberto Soares Sampaio, no bairro Capuava ainda falta ser concluída.

Sem o acesso, que facilita a chegada ao anel viário pela Avenida dos Estados, os caminhões que precisam acessar as estradas transitam pelo Centro de Mauá. O complexo também facilitará a chegada dos moradores da região à Zona Leste da Capital e ao aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

O investimento total na obra é de R$ 2,14 bilhões

Rodoanel

Após oito meses do início da concessão do Trecho Sul do Rodoanel à SPMar, ainda persiste o problema da má qualidade do sinal de telefonia celular na rodovia. É constatado que, em alguns pontos, não é possível fazer ligações. A situação é ainda pior considerando que não há telefones de emergência.

A concessionária informou que a responsabilidade dos sinais de celular é da empresa especializada na construção de torres de telefonia e das operadoras. Há 25 torres instaladas no trecho atualmente. Nos locais que apresentam queda de sinal, foram instaladas cinco torres, mas somente uma operadora colocou antenas.

Além destas, existe projeto de instalação de antena de uma operadora no km 74,5. Com a conclusão dessas ações, serão 31 torres ao longo do trecho, o que deve cobrir 100% de sinal de telefonia móvel.

*com informações do Diário do Grande ABC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.