Em debate: o problema atual de falta da água

12/05/2014

Nesta terça, dia 13

A crise da água e seus impactos sociais e econômicos é tema de seminário dia 13

Entidades do movimento popular e sindical e parlamentares promovem, na terça-feira (13/5), o seminário “A Crise da Água em São Paulo e seus Impactos ao Emprego, ao Meio Ambiente e à Energia”. O objetivo é debater o problema atual de falta de água nas regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas.

As entidades organizadoras do evento, ao lado da Liderança do PT na Assembleia Legislativa, avaliam que a crise da água poderá afetar de forma drástica o conjunto da população, sobretudo a mais pobre, que habita as periferias, além de prejudicar o emprego e a economia no Estado, já que a água é um bem natural indispensável para realização das principais atividades econômicas e para a qualidade de vida das pessoas.

O seminário que acontece às 14 horas, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Av. Pedro Álvares Cabral, 201 – Ibirapuera), tem como convidados Mario Reali, ex-prefeito de Diadema; Adi dos Santos Lima, presidente da CUT-SP; Gilberto Cervinski, coordenador do MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens; e Eduardo Cardoso, coordenador nacional da CMP – Central de Movimentos Populares.

O líder da Bancada petista, deputado João Paulo Rillo, que será o anfitrião do seminário, explica que “a falta de água em São Paulo nada mais é do que resultado da omissão e do descaso do governo paulista nos últimos 20 anos”. Para ele, apesar do governador não admitir, o racionamento já é realidade em muitas regiões, “mas, ao invés de encarar o problema, prefere se utilizar dos chamados rodízios às escondidas”. (sc)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.