Em um de seus últimos decretos, Serra retira R$ 3,8 milhões do Programa Saúde da Família

13/04/2010 18:32:00

Despedida tucana

 

Um dos últimos atos do agora candidato à Presidência José Serra à frente do Governo de São Paulo foi assinar um decreto que retira R$ 3,8 milhões do Programa Saúde da Família.  O decreto nº 55.666, assinado no dia 31 de março, prevê o remanejamento de recursos para a área administrativa com o objetivo de compra de imóveis.

Em 2009, a previsão orçamentária para o Programa era de R$ 34 milhões. Mas, o Saúde da Família não recebeu nenhum investimento do Governo do Estado. Os recursos gastos no programa vieram do Governo Federal.

Segundo levantamento da Bancada do PT na Assembleia, entre 2007 e 2009 o Programa recebeu apenas R$ 79 milhões dos R$ 104 milhões previstos. O restante do recurso previsto foi retirado através de decretos assinados pelo Governo Serra. Não havia previsão de recursos federais no período, mas a União alocou R$ 43,8 milhões para garantir as ações previstas no Programa, como saúde da criança, saúde da mulher, saúde mental, controle da tuberculose, hipertensão e diabetes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.