Encapuzados atacam sub sede da Apeoesp de Mogi das Cruzes e expulsa professores

02/06/2015

Violência

Encapuzados atacam sub sede da Apeoesp de Mogi das Cruzes e expulsa professores

A intransigência do governo Alckmin tem levado a greve dos professores da rede pública estadual se estender por quase meses e o último lance desse impasse foi o ataque à sub sede da Apeoesp de Mogi das Cruzes, por 15 homens encapuzados, na noite da segunda- feria, 01/6.

Aos gritos, os invasores ordenaram o fim da reunião dos professores da rede municipal – ”acabou, acabou. Fora todo mundo.” Cerca de 20 professores que estavam no local foram expulsos e a sub sede,responsável pela região de Biritiba Mirim, Guararema e Salesópolis, passou a ser depredada.

Os professores que se encontravam no local ainda tentaram dissuadir os invasores de destruir a sede, mas eles quebraram tudo o que encontraram pela frente: bebedouros, fogão, dois computadores, câmeras de monitoramento interno, cadeiras, além de arrombarem duas portas.

Um policial que mora na vizinhança da subsede anotou as placas de um dos veículos usados pelos criminosos. Ele notou que três dos carros dos invasores eram de São Bernardo do Campo.

Segundo a coordenadora da sub-sede Mogi, Vania Pereira da Silva, 49 anos, 27 dos quais como professora de ciências, biologia e matemática da rede estadual, trata-se de um ataque a toda a categoria docente. “Nós já estamos fragilizados demais pelo fato de há dois meses estarmos sem receber nossos salários, agora, vem mais essa covardia”, disse, com a voz embargada.
O ataque foi registrado no 1º Distrito Policial de Mogi das Cruzes.(rm)

Com informações dos Jornalistas Livres

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *