Enio Tatto destina recursos à saúde no Orçamento de 2017

19/12/2016

Atuação Parlamentar

O 1º secretario da Assembleia Legislativa, deputado Enio Tatto (PT), apresentou 2021 emendas ao projeto de Orçamento do Estado de São Paulo para 2017, o segundo maior do País, com receita estimada em R$ 206 bilhões. Dentre as prioridades do parlamentar está a área da saúde, à qual destinou mais de uma centena de emendas voltadas para as Santas Casas, para a construção, reforma e melhorias de hospitais e unidades de saúde, bem como para a compra de ambulâncias.

Às Santas Casas do interior do Estado e da própria Capital foi dada especial atenção, pois essas relevantes instituições, que atendem expressiva parcela da população, necessitam de apoio financeiro para assegurar ou aprimorar sua prestação de serviços. Contempladas por essas emendas temos as cidades de Boa Esperança do Sul, Cruzeiro, Diadema, Franca, Garça, Jacareí, Jales, Jaú, Marília, Ourinhos, Paraguaçu Paulista, Piracicaba, Piratininga, São Bernardo do Campo e São Carlos.

A construção e melhoria de hospitais também foram abordadas pelo deputado Enio Tatto, que previu recursos para hospitais de Barretos, Diadema, Garça, Ibiúna, Itapecerica da Serra, Sorocaba e para o Capão Redondo, bairro da Zona Sul da Capital.

Outra carência do interior do Estado, a de ambulâncias, foi alvo das propostas de alteração ao Orçamento. Foram 79 emendas para beneficiar, entre outras, as cidades de Americana, Araraquara, Barra do Turvo, Campinas, Cubatão, Diadema, Embu das Artes, Embu-Guaçu, Franco da Rocha, Guarujá, Iporanga, Itu, Jaú, Limeira, Matão, Mogi das Cruzes, Palmital, Paranapuã, Porto Feliz, Porto Ferreira, Santa Cruz das Palmeiras, Sumaré, Tatuí e Valentim Gentil.

Foram apresentadas, ainda, emendas para a ampliação da rede de atendimento, compra de equipamentos e instalação de unidades médicas especializadas para os municípios de Cândido Mota, Embu-Guaçu, Iporanga e São José dos Campos, e para mais de vinte regiões e bairros da Zona Sul de São Paulo como Cidade Ademar, Cidade Dutra, Jardim Edith, Jardim das Gaivotas, Jardim Mirna, Jardim Noronha, Jardim Varginha e Vila Represa.

Enio Tatto observou que as emendas foram elaboradas a partir de reivindicações da população local, de usuários e servidores dos serviços de saúde, além de lideranças municipais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.