Estudantes vão pagar R$ 66,50 por diplomas com a derrubada de veto

22/12/2005 17:30:00

A partir de 2006 as instituições de ensino superior do Estado de São Paulo deverão cobrar taxa de 5 ufesp`s (R$ 66,50, nos valores atuais) para emitir os diplomas. Foi o que garantiu, em 21/12, a Assembléia ao derrubar veto do governador ao projeto de lei de autoria de Donisete Braga. A cobrança dos diplomas representa um faturamento extra de mais de R$ 40 milhões para o conjunto das 184 instituições privadas do estado, que cobram uma média de R$ 350,00 pela emissão do documento. Anualmente, mais de 100 mil alunos se formam no estado. Segundo o deputado, o preço fixado segue o que é cobrado pelas instituições públicas.

“Há 3 anos estamos lutando por este veto. É ; um presente de fim-de-ano para estudantes que já pagam caras mensalidades para se formar”, disse o parlamentar. Outra garantia do projeto é que as faculdades não poderão mais cobrar a taxa para emitir o certificado de conclusão, documento que
antecede a emissão do diploma.

O VETO – O projeto de Donisete foi aprovado em 06/09/01. Enviado ao governador, foi vetado em 12/10/2001 sob alegação de inconstitucionalidade, já que as instituições gozam de autonomia tanto didático–científico como administrativa. Desde então o parlamentar vinha trabalhando pela derrubada
do veto.

No início deste ano, o parlamentar realizou uma pesquisa em 11 faculdades da Região Metropolitana para saber o custo do diploma. Ele descobriu que os preços variam de R$ 120 a R$500 pelo documento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.