Execuções por policias: 350 casos

11/12/2012

Investigação

Relatório fornece 1º número consolidado sobre a apuração do envolvimento de PMs em assassinatos

A Corregedoria da Polícia Militar investiga o envolvimento de 350 integrantes da corporação em assassinatos ocorridos em 2012. A informação consta em um relatório de produtividade do órgão corregedor obtido.
Esse é o primeiro número consolidado sobre a apuração da participação de policiais militares nas execuções registradas especialmente nas regiões periféricas do Estado.

O documento da Corregedoria da PM revela ainda que, apenas em 2012, 322 PMs foram expulsos ou demitidos da corporação. Do total, entretanto, apenas 2,5% dos policiais punidos cometeram assassinatos (foram nove casos).

Neste final de semana, dois episódios terminaram na prisão de policiais militares.

Para a defensora pública Daniela Skromov de Oliveira, responsável por investigar casos em que exista suspeita da participação de policiais, as prisões recentes são um bom sinal, mas ainda é prematuro afirmar que a coibição imediata à violência vai acontecer sempre. “Esse é um recado da igualdade, de que não existe ninguém acima da lei. Nesse sentido, a punição é importante”, diz a defensora.

O porta-voz da Corregedoria da PM, major Marcelino Fernandes da Silva, garante que a intenção do governo é punir os maus policiais.

Só neste ano

. 322 policiais militares expulsos ou demitidos da corporação neste ano
. 2,5% dos homens excluídos da PM cometeram assassinatos
. 6 policiais militares foram presos em flagrante por homicídio

Executados pela polícia

. 15 de maio 2006 – Santos
O gari Edson Rogério Silva dos Santos, 29 anos, foi executado durante os ataques do PCC. A sua mãe Débora fundou o movimento Mães de Maio e foi indenizada.
. 8 de outubro de 2008 – Jardim Ângela
Antonio Carlos Alves, o Carlinhos, 31 anos, foi sequestrado e levado em uma viatura até Itapecerica da Serra, onde teve a cabeça cortada. Ele tinha deficiência mental.
. 8 de maio de 2010 – Cidade Ademar
Após desobedecer uma ordem de parada, o motoboy Alexandre Menezes dos Santos, de 25 anos, foi espancado por policiais na frente de sua mãe até a morte.
. 12 de março de 2011 – Ferraz de Vasconcelos
Dileone Lacerda Aquino, 27 anos, foi morto a tiros em um cemitério quando estava rendido. Uma testemunha ligou para o 190
e relatou o crime em tempo real.
. 18 de março de 2012 – Cantinho do Céu
Dois PMs executaram Henrique Barbosa da Silva, 18 anos, a sangue frio e simularam um tiroteio para enganar a investigação. O rapaz trabalhava no Mc Donald’s.
. 19 de abril de 2012 – São Vicente
O cantor de funk Jadielson da Silva Almeida, conhecido como MC Primo, foi assassinado com cinco tiros. A Corregedoria prendeu três PMs meses depois.
. 1 de julho de 2012 – Vila Dalva
Quatro PMs foram presos por forjar uma troca de tiros para disfarçar a execução dos amigos Cesar Dias de Oliveira (foto) e Ricardo Tavares da Silva, de 20 anos.
. 18 de julho 2012 – Alto de Pinheiros
O publicitário Ricardo Prudente de Aquino, 39 anos, foi morto durante uma abordagem com dois tiros na cabeça. Ele teria ultrapassado uma blitz.
. 10 de novembro de 2012 – Campo Limpo
O servente Paulo Batista do Nascimento, de 25 anos, foi levado de dentro de casa por PMs e apareceu morto depois. Imagens filmaram a abordagem da PM.
. 9 de dezembro de 2012 – Parque Edu Chaves
Na madrugada, a PM diz que Maycon atirou contra a viatura. Testemunhas garantem que o adolescente não reagiu à abordagem e foi executado pelos policiais.

fonte: Diário de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *