Funcionamento da Defesa Agropecuária e uso inadequado de agrotóxicos serão pautas da Assembleia

14/05/2014

Má gestão

Funcionamento da Defesa Agropecuária e uso inadequado de agrotóxicos serão pautas da Assembleia

Composta por 18 itens de pauta a reunião da Comissão de Atividades Econômicas da Assembleia, decidiu que ouvirá o coordenador da Defesa Agropecuária do Estado de São, Paulo Heinz Otto Hellwing, a respeito do trabalho de monitoramento e fiscalização do correto uso de insumos agrícolas, em especial dos agrotóxicos.

De iniciativa da deputada Beth Sahão o requerimento aprovado pelos integrantes da Comissão aponta o caso de contaminação da fauna por provável uso inadequado de agrotóxicos, no município de Galvão Peixoto, onde ocorreu a morte de quatro milhões de abelhas, em meados de fevereiro deste ano.

Segundo especialistas há suspeitas da morte ter sido provocada pelo uso dos agrotóxicos glisofato componente dos principais herbicidas comerciais, encontrado no organismo das abelhas. Os produtos com esse princípio ativo são usados para controle de ervas daninhas e como dissecante no manejo das lavouras. Também foi encontrado o clorpirifós, um inseticida largamente usado para o controle de pragas em lavouras de grãos, cana-de-açúcar, laranja e café. De acordo com pesquisadores, a ação conjunta dos dois agroquímicos pode ter potencializado a toxicidade para as abelhas.

Beth alertou para os danos à natureza e saúde dos trabalhadores, que poderiam ser evitados com o manejo adequado do produto e ponderou sobre importância da Defesa Agropecuária, ter ação de monitoramento e fiscalização, no setor.

Assembleia ouvirá coordenador da Defesa Agropecuária do Estado

Outra questão deliberada pela Comissão de Atividades Econômicas foi proposta por José Zico Prado, de trazer à Assembleia o coordenador da Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, Heinz Otto Hellwing, para ele explanar aos deputados o funcionamento e as ações desenvolvidas atualmente pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo.

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo foi criada em 2002, mas passados 12 anos, a instituição ainda não foi regulamentada.

O parlamentar petista chama atenção para o fato e salienta que a situação provoca dúvidas quanto a organização, ação e a disponibilidade de recursos humanos e financeiros para o funcionamento adequado do órgão. A Comissão de Atividades Econômicas se reúne semanalmente e deverá definir a data para ouvir Heinz, no próximo encontro. (rm)

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.