Governador amplia gastos com publicidade em 26%

14/02/2013

Mais verbas

O governo de São Paulo aumentou em 26% seu orçamento com ações de publicidade em 2013, em comparação com as despesas ordenadas durante o ano passado. A gestão de Geraldo Alckmin, candidato à reeleição em 2014, prevê gastar R$ 226 milhões para divulgar suas realizações e veicular peças de utilidade pública.

Nos bastidores, a equipe de Alckmin admite que precisa vitaminar a divulgação das ações da gestão para colar no governador os projetos considerados bem-sucedidos da sua gestão.

O aumento de gastos com publicidade no ano pré-eleitoral é comum no governo paulista. Em 2009, Serra atingiu o pico das despesas de propaganda de seu mandato, com R$ 311,7 milhões, em valores atualizados pela inflação. No ano seguinte, ele disputou a Presidência da República.

O orçamento com propaganda não inclui a previsão de gastos das empresas públicas – como o Metrô, a Sabesp e a Dersa -, que lançam suas campanhas a partir das diretrizes do Estado.
O governador cobra da equipe a criação de marcas e já disse aos secretários que a aprovação de seu governo está amparada na sua imagem pessoal, bem avaliada pelos paulistas.

Nas reuniões com secretários, Alckmin determinou que cada integrante de seu gabinete viaje pelo Estado para participar de cerimônias que marquem o início e a conclusão de projetos simbólicos. O tucano quer que as pastas acelerem a execução dos programas.

*com informações de O Estado de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.