Governo Alckmin ainda considera vender Cesp

03/10/2012

Privatização

O governo de São Paulo ainda avalia a privatização da Cesp, geradora de energia estatal, mesmo não tendo incluído essa previsão de venda do ativo no Orçamento do governo do Estado para 2013, informou o secretário de Planejamento, Julio Semeghini, à imprensa, nesta quarta-feira (3/10).

“Só não está no Orçamento de 2013, mas o governo pode tomar essa decisão em qualquer momento se achar que é boa”, disse o secretário.

Conforme o jornal Folha de S. Paulo, na edição desta quarta-feira, o governo de São Paulo teria recuado do plano de alienar ao menos parte das ações da Cesp (Companhia Energética de São Paulo), que vinha sendo gestado há vários anos, em razão da queda do valor dos papéis, sob impacto do modelo de renovação das concessões das elétricas.

No início do ano passado, o governador Geraldo Alckmin deu aval para que a Cesp fosse negociada, em busca de caixa para investimentos. O plano começou a fazer água desde o início do mês, por conta das medidas anunciadas pela presidenta Dilma Rousseff, para redução das tarifas aos consumidores.

Para ter a concessão renovada por mais 20 ou 30 anos, as empresas terão de aceitar essa redução nas tarifas.

Da queda média de 20,2% no preço da energia para o consumidor final, ao menos 13,2 pontos percentuais virão das novas concessões.

Serra tentou privatizar a Cesp em 2008

Em 2008, em uma das várias tentativas do governo tucano privatizar a Cesp, na época capitaneada pelo então governador José Serra, a Bancada do PT na Assembleia Legislativa se posicionou contra a privatização da empresa.

Os deputados argumentaram que não há uma justificativa racional para a venda de mais um patrimônio do povo paulista. Em manifesto, os petistas afirmaram que: “No passado, a justificativa dos tucanos era privatizar as empresas públicas para pagar dívidas e aplicar em programas sociais. Nem uma coisa, nem outra aconteceu e quem pagou o ‘pato’ foi o nosso Estado, que ficou mais pobre e o povo que teve que arcar com tarifas altíssimas na conta de luz”.

A Cesp é a terceira maior geradora de energia elétrica do país e a maior do Estado de São Paulo.

*com informações das agências Reuters e Folha e PTAlesp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *