Governo Alckmin silencia diante dos dados da criminalidade

26/04/2013

Bico calado

O secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, preferiu manter o silêncio depois do anúncio dos dados de criminalidade, nesta semana. Ele não falou à imprensa e não autorizou que o comandante-geral da Polícia Militar, Benedito Roberto Meira, e o delegado-geral da Polícia Civil, Maurício Blazek, falassem para explicar os números.

Números divulgados pela Secretaria da Segurança Pública do Estado mostram piora em quase todos os índices de criminalidade na capital paulista entre fevereiro e março deste ano.

O número de vítimas de homicídios dolosos cresceu 37,3%. Foi de 91 em fevereiro para 125 em março. Na comparação com março de 2012, a alta foi de 26,2%. À época, foram registradas 99 vítimas.

Este é o oitavo aumento seguido no número de homicídios dolosos na capital.

Comportamento agora é diferente

No período de quase dez anos ininterruptos em que o Estado de São Paulo registrou queda nas taxas de homicídios, a secretaria sempre colocava o delegado-geral e o comandante-geral para falar com os jornalistas durante a divulgação dos dados.

*com informações do jornal do O Estado de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.