Governo do Estado cortou R$ 1,5 bilhão do orçamento do TJ

22/06/2010 15:20:00

Greve no Judiciário

 

 

“O tribunal não é responsável pela greve . O executivo estadual cortou um terço do orçamento proposto, abrangendo a verba de pessoal”, afirmou o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Antonio Carlos Viana, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Segundo dados levantados pela Bancada do PT na Assembleia Legislativa, em 2009 o orçamento do Tribunal de Justiça era de cerca de R$ 5 bilhões. Em 2010, houve um corte de aproximadamente R$ 1,5 bilhão.

O desembargador disse ainda que o governo anterior cortou 1/3 do orçamento que era justamente para pagamento de férias não gozadas, da licença-prêmio e do Fator de Atualização Monetária. Para ele, o Judiciário é um Poder fraco, pois não controla seu orçamento nem tem como fazer barganhas. O desembargador prevê confrontos entre grevistas e a Polícia Militar.

Greve

Em assembleia realizada na última quarta-feira (16/6), os trabalhadores do Judiciário decidiram manter a greve por tempo indeterminado. A paralisação começou no dia 28 de abril e os grevistas já avisaram que não abrem mão do pedido de 20,16% de reposição salarial.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.