Governo tucano gasta muito com propaganda e TCE pede transparência dos dados

24/06/2010 16:12:00

Gastos excessivos

 

 

Levantamentos da Bancada do PT na Assembleia Legislativa apontam há muito tempo o exagero das despesas do governo paulista com propaganda. O ex-governador Serra ostenta o recorde histórico de que nenhum governador do Estado gastou tanto quanto ele com publicidade. As despesas foram multiplicadas de R$ 40,7 milhões em 2006, ano anterior à posse de Serra, para R$ 311 milhões em 2009, terceiro ano de seu mandato. O crescimento no período foi de 620%.  E só nos quatro primeiros meses de 2010, quando Serra ainda era governador, o Estado gastou mais R$ 68,7 milhões.

Ontem (23/6), o ex-governador recebeu críticas no Tribunal de Contas do Estado (TCE), durante sessão para aprovar suas contas. O conselheiro Antonio Roque Citadini alertou para os mais de R$ 300 milhões de gastos com publicidade pelo tucano, recomendou “prudência” nas despesas e que elas não sirvam para “propagandear os feitos da administração”.

Em seu parecer, Citadini cobrou ainda que o governo atenda a uma recomendação feita no parecer das contas de 2008 e crie “uma página eletrônica que apresente dados” dos gastos com propaganda.

Em comparação com 2008, Serra elevou em 74% gastos com propaganda, considerando apenas a administração direta e as empresas dependentes, como CPTM e Cetesb. Isso significa que os maiores contratos publicitários do Estado – Metrô, Dersa e Sabesp – não entraram nesta conta. Naquele ano foram R$ 176 milhões. Em relação a 2007, primeiro ano do tucano no governo, quando se gastou R$ 88 milhões no quesito, o aumento foi de 253%.

“Espera-se do governador que trace orientação à sua equipe no sentido de haver prudência nestas despesas”, relatou Citadini. “O que menos se espera é que sejam para propagandear os feitos da administração, pois, estes feitos já têm nas obras realizadas um canal permanente de comunicação, pois as obras falam por si só.”

*com informações do Jornal da Tarde – 24/6/2010

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.