Grupo de trabalho vai criar propostas de direitos humanos para minorias de SP

25/05/2017

DIREITOS HUMANOS

Crédito: Marina Moura

Foi realizado hoje (25) na Assembleia Legislativa evento com o tema “A política de direitos humanos e controle social em São Paulo”, uma iniciativa do mandato da deputada estadual Márcia Lia.

Como desdobramento do encontro, que contou com participação de representantes da luta antimanicomial, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Humana (Condepe), entre outros, ficou definido que estes agentes vão construir um grupo de trabalho para atualizar o plano estadual de direitos humanos, que é de 1977.

A deputada Márcia Lia discorreu sobre a importância de reforçar o papel da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia e complementou:

“Os principais pontos que nós estamos tratando são sobre atualização do plano estadual de direitos humanos, para que a gente possa, a partir da sociedade civil e daqueles que integram organizações e participam do trabalho, do Condepe e de outros órgãos, abrir esse debate e permitir que as pessoas se posicionem”, frisou a deputada.

Márcia Lia disse ainda que a intenção do grupo é ser ampliado e alcançar também o interior do estado.
“É um dia muito proveitoso, nós vamos criar grupo de trabalho para que a gente possa elaborar uma proposta e trabalhar efetivamente os direitos humanos para as minorias do estado de São Paulo”, finalizou a deputada.

REALIZAÇÃO:

Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, da Cidadania, da Participação e das Questões Sociais
Subcomissão da Participação dos Movimentos e Organização da sociedade civil nos temas afetos às minorias
Mandato Deputada Estadual Márcia Lia

ENTIDADES PARCEIRAS:

Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana)
Frente Antimanicomial
GER-Ações
Fetrabras
MNDH (Movimento Nacional de Direitos Humanos)
Sindicato dos Psicólogos
CRP (Conselho Regional de Psicologia)
MNMMR (Movimento Nacional dos Meninos e Meninas de Rua)
MNPR (Movimento Nacional da População de Rua)
Ouvidoria da Defensoria Pública
Aldeias Infantis
Central de Movimentos Populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *