Guardas municipais lotam auditório para debater profissão

14/03/2014

Segurança Pública

Crédito:

A importância das Guardas Municipais foi o foco de seminário realizado, nesta quinta-feira (13/3), na Assembleia Legislativa, com a presença de especialistas da área: Regina Miki, secretária Nacional de Segurança Pública; Roberto Porto, secretário de Segurança Urbana de São Paulo; Benedito Mariano, secretário de Segurança Urbana de São Bernardo do Campo; Gilson Menezes, comandante da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo; Carlos Augusto Souza Silva,presidente do SindGuardas.

Durante os debates do seminário, Carlos Augusto Souza Silva defendeu que o Congresso Nacional aprove o PL 1332, para que haja regulamentação e potencialização do trabalho das guardas municipais. Já o secretário Benedito Mariano apontou a necessidade do trabalho integrado de defesa civil, mobilidade urbana e saúde e descreveu a experiência do Centro Integrado de Monitoramento da cidade de São Bernardo do Campo.

A secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, fez uma saudação aos mais de 200 guardas presentes e respondeu série de questionamentos como a questão da grade curricular única de formação, o bolsa formação e a aprovação em alguns municípios do poder de polícia dos agentes. Ela explicou que não há como o município dar o poder de policiamento às guardas, porque isso é ilegal.

Gilson Menezes, da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo, defendeu que os guardas municipais tenham atividade completar regulamentada. Segundo Menezes, na cidade de São Paulo, o prefeito Fernando Haddad já concordou com isso.

Deputados apoiam reivindicações

O seminário organizado pelo líder da Bancada do PT, deputado Luiz Claudio Marcolino, contou com a participação de vários deputados.

A ação ostensiva e preventiva, as prerrogativas da guarda municipal foram alguns dos pontos levantados pelo deputado Antonio Mentor.O petista citou a proximidade e reconhecimento da efetividade da guarda pelas comunidades nas cidades do interior. O deputado sugeriu também a constituição de um Conselho Estadual das Guardas Municipais para viabilizar troca de informações e experiências entre as guardas municipais do Estado de São Paulo.

O deputado João Paulo Rillo ponderou sobre a importância da guarda municipal na segurança pública da sociedade. Para Rillo, a saída para enfrentar a resistência à regulamentação da guarda é o diálogo com a sociedade, sobre o perfil da guarda municipal que tem relação mais próxima, humana e com outra abordagem aos moradores de rua, juventude e movimentos sociais.

Alencar Santana Braga, Adriano Diogo, Marco Aurélio e Marcos Martins fizeram saudação aos guardas municipais presentes e frisaram que sabem da importância destas corporações e estão ao lado dos agentes na defesa de suas atividades, direitos e deveres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *